Guiné-Conacri: Alpha Condé toma posse para terceiro mandato | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 15.12.2020

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Guiné-Conacri: Alpha Condé toma posse para terceiro mandato

O Presidente guineense foi reeleito na primeira volta das eleições presidenciais a 18 de outubro. A candidatura deu origem a meses de manifestações duramente reprimidas que resultaram em dezenas de mortes de civis.

O Presidente eleito da Guiné-Conacri, Alpha Condé, toma posse esta terca-feira (15.12) para um terceiro mandato, depois de ter sido declarado vencedor na primeira volta das eleições pelo Tribunal Constitucional.

Alpha Condé, 82 anos, foi reeleito na primeira volta das eleições presidenciais no passado dia 18 de outubro com 59,50% dos votos, resultados que viriam a ser validados pelo Tribunal Constitucional em 7 de novembro.

A nova lei fundamental, segundo os apoiantes de Alpha Condé, definiu uma nova contagem dos mandatos presidenciais, a começar do zero e isso permitiu-lhe candidatar-se à reeleição.

No entanto, a sua candidatura deu origem a meses de manifestações duramente reprimidas que resultaram em dezenas de mortes de civis desde outubro de 2019 e nos dias que se seguiram às eleições. Segundo a oposição, pelo menos 90 pessoas morreram no último ano devido a incidentes durante manifestações contra uma nova candidatura de Condé.

Risco de confrontos

A cerimónia desta terça-feira no Palácio das Nações, na capital Conacri conta com a presença de mais de uma dezena de chefes de Estado africanos, incluindo do Chade (Idriss Déby), União das Comores (Azali Assoumani) e Mauritânia (Mohamed Ould Cheikh El Ghazouani).

Devido à previsão de protestos por grupos da oposição, que rejeitam a reeleição de Condé, e consequentes contraprotestos por apoiantes do Governo, o portal GardaWorld, especializado em acidentes de segurança, alertou para o risco de confrontos e apelou para que a população evite o local da investidura.

Alpha Condé foi o primeiro Presidente eleito democraticamente em 2010 após décadas de regimes autoritários na Guiné-Conacri, tendo sido reeleito em 2015 para um segundo mandato.

Assistir ao vídeo 03:45

Esta é a minha cidade: Conacri

Leia mais