Crise em Moçambique: Natal difícil e sem frango | Moçambique | DW | 17.12.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Crise em Moçambique: Natal difícil e sem frango

A poucos dias do Natal, residentes na província moçambicana de Inhambane pedem que os comerciantes baixem os preços. Algumas lojas não têm frango nem vinho. Já há quem procure alternativas aos produtos tradicionais.

Nos supermercados, lojas e mercearias de Inhambane, no sul de Moçambique, não se veem muitas pessoas a fazer compras para a época de Natal que se avizinha. Os residentes nesta região dizem que a crise político-militar, a inflação e a depreciação do metical irão comprometer as celebrações de muitas famílias moçambicanas este ano.

A subida dos preços dos produtos de primeira necessidade pesa cada vez mais no bolso dos cidadãos. Por isso, Robson José pede aos comerciantes para baixarem um pouco os preços, sobretudo dos produtos de primeira necessidade.

Ouvir o áudio 02:25
Ao vivo agora
02:25 min

Crise em Moçambique: Natal difícil e sem frango

"Está muito difícil. Os produtos subiram bastante, o que sufoca mesmo o bolso do cidadão", afirma.

Armindo Amaro, chefe de família, disse à DW África que, de um modo geral, este ano será muito difícil passar a quadra festiva em família "num ambiente de paz, harmonia e calma que sempre se viveu nos outros anos". 

Mas já está à procura de alternativas para substituir os tradicionais produtos no dia de Natal. "Porque acima de tudo a festa não é só comida", sublinha.

Nem frango nem vinho

Alguns estabelecimentos comerciais não têm frango nem vinho,  explica Félix Jaime, gerente do maior supermercado da província de Inhambane.

A empresa que normalmente exporta frangos do Brasil para Moçambique já avisou os comerciantes que a situação está difícil por causa da depreciação do metical.

"Os fornecedores não conseguem ter frango e outro problema é o vinho tinto", conta Félix Jaime. "Na fábrica em Maputo dizem que não têm garrafas para encher. E com a subida do dólar e do rand não conseguimos importar frangos do Brasil para Moçambique".

Mosambik Supermarkt in Inhambane

Muitos produtos não vão sair das prateleiras dos supermercados este Natal

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados