Boko Haram mata 23 pessoas em ataque na Nigéria | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 28.07.2019

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Boko Haram mata 23 pessoas em ataque na Nigéria

Combatentes do grupo jihadista Boko Haram mataram no sábado (27.07) 23 pessoas num ataque feito numa aldeia do nordeste da Nigéria, após uma cerimónia fúnebre, segundo fontes locais.

Combatentes do grupo jihadista Boko Haram mataram hoje 23 pessoas num ataque feito numa aldeia do nordeste da Nigéria, após uma cerimónia fúnebre, segundo fontes locais. 

Os rebeldes chegaram em três motos e abriram fogo sobre um grupo de homens que regressava da aldeia vizinha, onde tinham participado em funerais, no distrito de Nganzai, a 90 quilómetros da capital regional, Maiduguri.

"Os nossos homens encontraram 23 corpos no local do ataque, que ocorreu esta manhã", declarou à agência de notícias France-Presse Bunu Bukar, membro da milícia empenhada na luta contra o Boko Haram.

Um responsável local de Nganzai, em declarações à AFP por telefone, confirmou o ataque e o número de mortos. 

"Recebi informações dizendo que o Boko Haram tinha morto 23 pessoas perto de Badu Kuluwu esta manhã", afirmou o responsável que preferiu manter o anonimato.

Os corpos estavam a ser guardados pelas milícias e caçadores locais, depois de os sobreviventes terem dado o alerta sobre o ataque nas suas aldeias, descreveu um habitante, Saleh Masida.

O Boko Haram está ativo naquela zona onde leva a cabo regularmente ataques contra aldeias, pilhando víveres e incendiando casas.

Em setembro passado, os rebeldes mataram oito pessoas e levaram animais em duas aldeias do distrito de Nganzai.

27.000 mortos numa década

O Boko Haram, braço do grupo Estado Islâmico, intensificou os ataques contra civis e armados nos últimos meses.

Ainda na última quinta-feira (25.07), membros do Boko Haram atacaram um campo de deslocados na periferia de Maiduguri, matando duas pessoas e pilhando as reservas de alimentos, depois de terem invadido a base militar situada na proximidade.

O conflito já fez 27.000 mortos e mais de dois milhões de deslocados em dez anos.

Assistir ao vídeo 01:56

Nigéria: Refugiados sonham com a paz

Leia mais