Bissau: Novo Governo de iniciativa presidencial com 23 ministérios | Guiné-Bissau | DW | 09.06.2022

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Guiné-Bissau

Bissau: Novo Governo de iniciativa presidencial com 23 ministérios

A Guiné-Bissau entrou numa nova era democrática. A partir de hoje vigora no país o novo Governo de iniciativa do Presidente da República, Umaro Sissoco. O governo conta ainda com 12 Secretarias de Estado.

O Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, anunciou, esta quinta-feira (09.06), a composição do Governo de iniciativa presidencial, que terá a missão de preparar o país para as eleições legislativas antecipadas, previstas para dezembro próximo.

O Governo que será liderado por Nuno Nabiam e o vice-primeiro-ministro, Soares Sambú, é composto pelos seguintes membros:

 

I. MINISTROS

Ministra de Estado, dos Negócios Estrangeiros, Cooperação Internacional e das Comunidades: Suzi Carla Barbosa

Ministro de Estado, do Interior e da Ordem Pública: Botche Candé

Ministro de Estado, da Defesa e Combatentes da Liberdade da Pátria: Marciano Silva Barbeiro

Ministro de Estado, dos Recursos Naturais: Fernando Dias

Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural: Sandji Fati

Ministro das Pescas: Orlando Mendes Viegas

Ministro da Administração Territorial e do Poder Local: Fernando Gomes

Ministra da Justiça e Direitos Humanos: Teresa Alexandrina da Silva

Ministro da Energia e Indústria: Mário Siano Fambé

Ministro da Economia, Plano e Integração Regional: José Carlos Varela Casimiro

Ministro das Finanças: João Alaje Mamadú Fadia

Ministro do Turismo e Artesanato: Fernando Vaz

Ministro da Comunicação Social: Fernando Mendonça

Ministro dos Transportes e Comunicações: Aristides Ocante da Silva

Ministro do Comércio: Abas Djaló

Ministro da Educação Nacional: Tcherno Djaló

Ministro do Ensino Superior e Investigação Científica: Timóteo Saba M’bunde

Ministro da Administração Pública, Trabalho, Emprego e Segurança Social: Cirilo Mamasaliu Djaló

Ministro da Saúde Pública: Dionísio Cumba

Ministra da Mulher, Família e Solidariedade Social: Maria da Conceição Évora

Ministro das Obras Públicas, Habitação e Urbanismo: Fidélis Forbs

Ministro do Ambiente e Biodiversidade: Viriato Soares Cassamá

Ministro da Cultura, Juventude e Desportos: Augusto Gomes

 

II. SECRETÁRIOS DE ESTADO:

 

Secretário de Estado da Presidência de Conselho de Ministros e dos Assuntos Parlamentares: Florentino Fernando Dias

Secretária de Estado das Comunidades: Salomé dos Santos Allouche

Secretária de Estado da Cooperação Internacional: Ude Fati

Secretário de Estado do Orçamento e Assuntos Fiscais: João Alberto Djata

Secretário de Estado do Tesouro: Ilídio Vieira Té

Secretário de Estado da Energia:  Augusto Poquena

Secretária de Estado de Plano e Integração Regional: Mónica Buaró da Costa

Secretário de Estado da Ordem Pública: Fernando Augusto Cabi

Secretário de Estado da Cultura: Francelino Cunha

Secretário de Estado dos Combatentes da Liberdade da Pátria: Augusto Nhaga

Secretária de Estado da Gestão Hospitalar: Maria de Fátima Mendes Alves Vieira

Secretário de Estado da Juventude e Formação Profissional: Agostinho Intante Djú

Reflexões Africanas: As ameaças à democracia da Guiné-Bissau

Leia mais