1. Ir para o conteúdo
  2. Ir para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Eleições presidenciais na Guiné-Bissau, em 2019
Foto: picture-alliance/Xinhua News Agency

Bissau: Missão da ONU avalia "necessidades eleitorais"

Lusa
28 de junho de 2022

A missão de avaliação chega amanhã a Bissau para analisar o "ambiente" de preparação das legislativas e assegurar "eventual assistência" das Nações Unidas.

https://p.dw.com/p/4DNWW

"O principal objetivo da missão será avaliar o ambiente global na preparação das próximas eleições, identificar necessidades eleitorais específicas à situação do país, para assegurar que qualquer eventual assistência das Nações Unidas seja adaptada às necessidades da Guiné-Bissau", lê-se num comunicado divulgado esta terça-feira (28.06) pela organização internacional. 

Segundo o documento, a equipa vai ser liderada pela Divisão de Assistência Eleitoral e inclui representantes do Departamento de Assuntos Políticos e de Construção da Paz, do Departamento de Operações de Paz, do Gabinete das Nações Unidas para a África Ocidental e Sahel e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

Durante a sua permanência em Bissau, que termina em 07 de julho, a missão vai realizar encontros com as autoridades governamentais, eleitorais, partidos políticos com e sem assento parlamentar, autoridades judiciais, sociedade civil, grupos de mulheres e jovens e missões diplomáticas.

O Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, marcou eleições legislativas antecipadas para 18 de dezembro depois de ter dissolvido, em maio, o Parlamento guineense.

Guiné-Bissau: Que lições tirar das últimas presidenciais?

Saltar a secção Mais sobre este tema
Saltar a secção Conteúdo relacionado