Angola: Paulo Pombolo eleito secretário-geral do MPLA | Angola | DW | 16.06.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Angola

Angola: Paulo Pombolo eleito secretário-geral do MPLA

Paulo Pombolo deixa o cargo de secretário para a Informação do MPLA e torna-se secretário-geral do partido no poder em Angola. E foi eleito durante a primeira reunião do Comité Central, após o Congresso Extraordinário.

Paulo Pombolo, novo secretário-geral do MPLA, em Angola

Paulo Pombolo, novo secretário-geral do MPLA, em Angola

Paulo Pombolo substitui Boavida Neto no cargo e obteve 90,11% dos votos de 460 membros do Comité Central, que foi alargado para 497 dirigentes durante os trabalhos do VII Congresso Extraordinário do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), no sábado (15.06), onde o presidente do partido, João Lourenço, defendeu a necessidade de reforçar o MPLA com "camaradas comprometidos" contra a corrupção.

O agora secretário-geral do MPLA obteve 410 votos a favor, 27 contra (5,93%), tendo-se registado 18 votos em branco e cinco nulos. Não votaram os 37 novos membros do Comité Central.

Na reunião do Comité Central foram também eleitos os 72 membros do Bureau Político do MPLA, em que João Lourenço é naturalmente o presidente e Luísa Damião a vice-presidente.

Angola Luanda Parteitag MPLA

VI Congresso Extraordinário do MPLA, em Luanda (2018)

Na votação, a lista única definida por João Lourenço, obteve 427 dos 460 votos válidos (também não votaram os novos 37 membros do Comité Central), o que corresponde a 93,23%, e 21 contra (4,59%), tendo-se registado também 10 votos em branco e quatro nulos.

A reunião do Comité Central, a primeira após o congresso extraordinário, terminou cerca das 21:15 locais, tendo os resultados sido anunciados pelo presidente da Comissão Eleitoral, Francisco Queirós, igualmente ministro da Justiça e dos Direitos Humanos de Angola.

Mudanças

O anterior secretário-geral do MPLA, Boavida Neto, "desce" para o Bureau Político (BP), onde estão também o presidente do Parlamento, Fernando Piedade Dias dos Santos (Nandó), o vice-presidente de Angola, Bornito de Sousa, e vários ministros do Governo de João Lourenço, como Manuel Domingos, Carolina Cerqueira, José Carvalho da Rocha, Manuel Nunes Júnior, Marcos Nhunga, Maria Ângela Bragança, Pedro Sebastião e Sílvia Lutucuta.

No Bureau Político do MPLA entram também a secretária de Estado do Orçamento e Tesouro, Vera Daves, bem como o presidente do Governo Provincial de Luanda, Sérgio Luther Rescova, entre outras personalidades.

A terminar a reunião, o presidente do MPLA, João Lourenço, tal como tinha feito ao encerrar a primeira parte do Congresso Extraordinário - a segunda termina ao fim da manhã de domingo - limitou-se a agradecer e a felicitar os novos membros do Comité Central e do Bureau Político, em particular o novo secretário-geral do partido, Paulo Pombolo.

Leia mais