Site sobre Anne Frank entra na rede | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 09.11.2005
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Site sobre Anne Frank entra na rede

Um novo banco de dados dedicado à vida da famosa garota judia está no ar. Voltado sobretudo para colegiais, a riqueza de informações e materiais audiovisuais garante também o interesse para internautas adultos.

default

Diários revelaram o outro lado da Segunda Guerra

Dia 9 de novembro de 1938: a Alemanha vive a infame "Noite dos Cristais". Anne Frank, nascida em Frankfurt do Meno, tem apenas nove anos de idade e vive há quatro em Amsterdã, com sua família.

Anne Frank Haus

O esconderijo dos Frank no Prinsengracht

Neste ponto, a menina nem sonhava que, a partir de 1942, passaria os dois últimos de sua vida num sótão no canal Prinsengracht, tentando escapar justamente do regime que neste dia, na Alemanha, mandava destruir sinagogas, casas e lojas, prendendo mais de 30 mil judeus, assassinando 200. E que condenaria quase toda a pacata família Frank a morrer em campos de concentração.

Relembrando para não repetir

Mais ainda: no esconderijo, ao se confessar a seu diário – como tantas outras adolescentes – Anne jamais poderia imaginar que anos mais tarde essas páginas ajudariam a revelar aspectos insuspeitados da Segunda Guerra. O Holocausto na vida das "pessoas normais".

A lembrança do regime nazista e da Segunda Guerra Mundial no dia-a-dia da Europa é um fato tão inegável quanto polêmico. Para alguns, trata-se de um remoer infinito e inútil de fatos (ultra-)passados. Enquanto para outros, relembrar incessantemente o horror constitui uma advertência, um meio de evitar que ele se repita.

A fundação Casa de Anne Frank, de Amsterdã, e o Centro Anne Frank, de Berlim, partem desse último pressuposto. E quanto mais cedo se começa, melhor. Assim, acabam de lançar o website Guia Europeu de Anne Frank , voltado em especial para alunos do primeiro grau da Europa.

Não é só coisa de criança

O site oferece material de pesquisa sobre Anne Frank e a Segunda Guerra Mundial, em forma de textos, fotos, vídeos e áudios, assim como uma linha cronológica histórica e um panorama de 360º do sótão onde os Franks se ocultaram dos nazistas, que ocupavam a capital holandesa.

Anne Frank

Anne Frank

Quanto mais o usuário se aprofunda no site, mais detalhados são os dados a que tem acesso. Apesar de seu cunho eminentemente didático, a riqueza de informações e a clareza com que são apresentadas tornam o site também atraente para os internautas adultos.

O Guia Europeu de Anne Frank é oferecido em versões específicas para sete países: Alemanha, Áustria, França, Itália, Reino Unido, República Tcheca e Holanda (esta última, já desde maio deste ano). Essa abordagem internacional tem o fim de permitir aos jovens compreender as perspectivas dos países vizinhos, na época da guerra.

Dando corpo à história

O site de Anne Frank está em expansão, seu banco de dados é constantemente complementado com material novo. Sobretudo as informações específicas para cada país aumentarão significativamente no decorrer do tempo.

O guia se dirige a estudantes de diferentes níveis sociais e de ensino, encorajando até mesmo as crianças com dificuldades de aprendizado a participarem. Professores europeus elogiam, entre outros aspectos, a diagramação transparente do site e sua flexibilidade.

"É um meio lógico e eficiente de permitir aos estudantes acesso a informações, não apenas sobre o período em questão. E também lhes permite aplicar suas experiências pessoais às idéias sobre discriminação, política, literatura e xenofobia", comenta um docente da Escola Sophie Scholl, de Berlim.

Leia mais

Links externos