1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Site sobre Anne Frank entra na rede

Um novo banco de dados dedicado à vida da famosa garota judia está no ar. Voltado sobretudo para colegiais, a riqueza de informações e materiais audiovisuais garante também o interesse para internautas adultos.

default

Diários revelaram o outro lado da Segunda Guerra

Dia 9 de novembro de 1938: a Alemanha vive a infame "Noite dos Cristais". Anne Frank, nascida em Frankfurt do Meno, tem apenas nove anos de idade e vive há quatro em Amsterdã, com sua família.

Anne Frank Haus

O esconderijo dos Frank no Prinsengracht

Neste ponto, a menina nem sonhava que, a partir de 1942, passaria os dois últimos de sua vida num sótão no canal Prinsengracht, tentando escapar justamente do regime que neste dia, na Alemanha, mandava destruir sinagogas, casas e lojas, prendendo mais de 30 mil judeus, assassinando 200. E que condenaria quase toda a pacata família Frank a morrer em campos de concentração.

Relembrando para não repetir

Mais ainda: no esconderijo, ao se confessar a seu diário – como tantas outras adolescentes – Anne jamais poderia imaginar que anos mais tarde essas páginas ajudariam a revelar aspectos insuspeitados da Segunda Guerra. O Holocausto na vida das "pessoas normais".

A lembrança do regime nazista e da Segunda Guerra Mundial no dia-a-dia da Europa é um fato tão inegável quanto polêmico. Para alguns, trata-se de um remoer infinito e inútil de fatos (ultra-)passados. Enquanto para outros, relembrar incessantemente o horror constitui uma advertência, um meio de evitar que ele se repita.

A fundação Casa de Anne Frank, de Amsterdã, e o Centro Anne Frank, de Berlim, partem desse último pressuposto. E quanto mais cedo se começa, melhor. Assim, acabam de lançar o website Guia Europeu de Anne Frank , voltado em especial para alunos do primeiro grau da Europa.

Não é só coisa de criança

O site oferece material de pesquisa sobre Anne Frank e a Segunda Guerra Mundial, em forma de textos, fotos, vídeos e áudios, assim como uma linha cronológica histórica e um panorama de 360º do sótão onde os Franks se ocultaram dos nazistas, que ocupavam a capital holandesa.

Anne Frank

Anne Frank

Quanto mais o usuário se aprofunda no site, mais detalhados são os dados a que tem acesso. Apesar de seu cunho eminentemente didático, a riqueza de informações e a clareza com que são apresentadas tornam o site também atraente para os internautas adultos.

O Guia Europeu de Anne Frank é oferecido em versões específicas para sete países: Alemanha, Áustria, França, Itália, Reino Unido, República Tcheca e Holanda (esta última, já desde maio deste ano). Essa abordagem internacional tem o fim de permitir aos jovens compreender as perspectivas dos países vizinhos, na época da guerra.

Dando corpo à história

O site de Anne Frank está em expansão, seu banco de dados é constantemente complementado com material novo. Sobretudo as informações específicas para cada país aumentarão significativamente no decorrer do tempo.

O guia se dirige a estudantes de diferentes níveis sociais e de ensino, encorajando até mesmo as crianças com dificuldades de aprendizado a participarem. Professores europeus elogiam, entre outros aspectos, a diagramação transparente do site e sua flexibilidade.

"É um meio lógico e eficiente de permitir aos estudantes acesso a informações, não apenas sobre o período em questão. E também lhes permite aplicar suas experiências pessoais às idéias sobre discriminação, política, literatura e xenofobia", comenta um docente da Escola Sophie Scholl, de Berlim.

Leia mais

Links externos