1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Schalke e Bayern fazem semifinal em clima de revanche

Para defender o título da Copa Alemanha, até contundidos se apresentam para jogar no time anfitrião. Equipe bávara, por sua vez, quer limpar sua honra, após humilhante goleada em janeiro.

default

Sand, do Schalke, fez o segundo gol na goleada de 5 a 1, em janeiro

Nesta quarta-feira, é bom os administradores do estádio AufSchalke, em Gelsenkirchen, deixarem sua cobertura móvel aberta, pois no gramado e nas arquibancadas a noite promete ser quente. Schalke e Bayern de Munique estão a ponto de entrar em ebulição e mal podem esperar a hora da bola rolar na segunda semifinal da Copa Alemanha.

"Os 5 a 1 ainda estão atravessados em nossa garganta. Não dá para esquecer", afirma o atacante Élber, referindo-se à vergonhosa goleada tomada pelo tricampeão alemão há 39 dias, no mesmo AufSchalke, no reinício do Campeonato Alemão após o recesso de inverno.

"Foi um dia de sorte do Schalke. Algo assim só acontece com o Bayern uma vez a cada cinco anos", avisa o capitão Effenberg. "Não quero deixar o estádio novamente como saco de pancada. Vai ser uma batalha", acrescenta o treinador Ottmar Hitzfeld. As declarações deixam claro: o Bayern não vai atrás apenas de uma revanche esportiva. O time está sedento mesmo é de vingança moral.

Logo des DFB-Pokals 2002

Estado de emergência – Em Gelsenkirchen, os anfitriões baixaram a bola após eles próprios terem sido humilhados no fim de semana com a derrota de 2 a 0 para o Energie, em Cottbus, pela Bundesliga. Embora o criativo armador Andreas Möller esteja de volta à equipe, o time que deverá entrar em campo contra o Bayern deverá estar longe de ser o ideal e o mesmo que goleou o campeão do mundo em janeiro.

Mas, às vésperas da partida, vários contundidos parecem dispostos a se sacrificar nesta importante batalha. Afinal, para o Schalke não se trata de impedir apenas uma revanche bávara, mas de defender o título da Copa Alemanha. O atacante belga Mpenza, que abriu o placar nos 5 a 1 sobre o Bayern e vem se recuperando de um estiramento muscular, aguarda apenas a liberação médica para entrar em campo, mesmo sem ritmo de jogo. Da mesma forma, Waldoch e Hajto, tidos como desfalques certos, juntaram-se inesperadamente à equipe na concentração. "Todos querem jogar contra o Bayern", observa o técnico Huub Stevens.

No Bayern de Munique, a força de vontade não será suficiente para Scholl ser escalado. O meio-campista sofreu um estiramento na coxa e terá de ficar parado entre dez dias e três semanas. O lateral direito Sagnol e o esquerdo Tarnat igualmente estão contundidos.

Números históricos – As estatísticas falam a favor do time bávaro, que venceu até hoje todas as quatro partidas entre os dois clubes pela Copa Alemanha. Uma delas, em 2 de maio de 1984, tornou-se inesquecível. No antigo Parkstadion, do Schalke, os anfitriões empataram no último minuto da prorrogação. Placar final: 6 a 6! Na época, a regra não determinava desempate por pênaltis, mas um novo jogo. E o Bayern levou a melhor.

Assim como no Campeonato Alemão, os bávaros são os recordistas de conquistas na Copa Alemanha. Já a venceram dez vezes (a última em 2000), enquanto o Schalke levantou a taça em três ocasiões (1937-1972-2001).

Leia mais