Renault-Nissan acerta parceria com Daimler, diz jornal | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 06.04.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Renault-Nissan acerta parceria com Daimler, diz jornal

Montadoras franco-japonesa e alemã querem compartilhar tecnologia e reduzir custos. A Daimler está interessada no conhecimento da Renault sobre produção de carros de pequeno porte; esta, por sua vez, nos motores alemães.

default

O grupo automobilístico Renault-Nissan chegou a um acordo com a montadora alemã Daimler para um investimento cruzado. Com a parceria, cada parte adquire 3% das ações da outra, informou o jornal de negócios japonês Nikkei.

A diretoria da Renault se reuniu nesta terça-feira (06/04) para discutir os planos de aliança. O anúncio oficial provavelmente será feito em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (07/04), na presença do presidente-executivo da Nissan e Renault, o brasileiro Carlos Ghosn.

Christian Estrosi, ministro da Indústria da França, apoiou a cooperação entre as montadoras. "Posso confirmar que aprovamos esta parceria e que a empresa francesa irá defender a estratégia industrial do país", disse o ministro.

Vantagem mútua

Renault Clio

Modelo Clio: Renault tem experiência em carros pequenos

Após a crise que afetou o setor, os dois grupos automobilísticos buscam juntar forças por meio dessa aliança de capital, a fim de compartilhar tecnologia e reduzir custos. Especialistas alemães acreditam que, por meio da cooperação com a Renault, a Daimler poderia economizar até 600 milhões de euros (800 milhões de dólares) em custos de desenvolvimento.

A Daimler, fabricante da linha de luxo da Mercedes-Benz e dona da marca Smart, quer aproveitar a experiência em carros pequenos da Renault, fabricante do Clio. Enquanto isso, Renault e Nissan teriam acesso ao know-how de motores da empresa alemã, fabricante de robustos modelos a diesel para carros de luxo e caminhões.

Segundo Philippe Barrier, especialista em investimentos da Societé Generale Cross Asset Research, o negócio traria vantagens para ambas as partes. A parceria permitiria à Daimler comprar tecnologia a bons preços, enquanto a Renault e a Nissan poderiam dividir custos para a pesquisa e para o desenvolvimento de modelos maiores, explicou ele.

Sparprogramm und rote Zahlen bei Daimler

Daimler: 'know how' em motores para carros de luxo e caminhões.

As três empresas também planejam uma parceria no desenvolvimento de tecnologias ambientais, considerando os crescentes gastos nesse campo. A Renault e a Nissan está desenvolvendo uma extensa linha de veículos elétricos de emissão zero, que inclui o Nissan Leaf.

Numa parceria que já dura 11 anos, a Renault adquiriu 44,3% da Nissan, enquanto a japonesa detém 15% da francesa. O Estado francês possui 15% das ações da Renault.

As empresas Renault, Nissan e Daimler venderam 7,22 milhões de veículos em 2009. Esse número somente fica aquém dos 8,6 milhões vendidos pela aliança entre a Volkswagen e a Suzuki e dos 7,81 milhões vendidos pela Toyota.

Reuters/dpa/afp (DD)
Revisão: Simone Lopes

Leia mais