1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Portugal elimina a Holanda no jogo mais violento da Copa

Numa partida com quatro expulsões e oito cartões amarelos, os portugueses conseguem a vitória simples e chegam às quartas-de-final. Maniche é o autor do gol.

default

Maniche comemora o seu gol, que garantiu a vitória e a classificação de Portugal

No jogo mais violento desta Copa do Mundo, a seleção de Portugal eliminou a equipe da Holanda com uma vitória de 1 a 0 em Nurembergue e está nas quartas-de-final da Copa. Quatro jogadores foram expulsos: Costinha e Deco, do lado português, e Boulahrouz e Van Bronckhorst, do lado holandês.

Com o resultado, o técnico Luiz Felipe Scolari acumula onze vitórias em onze partidas como treinador em Copas do Mundo. São sete vitórias com a seleção brasileira, em 2002, e quatro no comando da equipe de Portugal, neste ano.

Pelas quartas-de-final, Portugal enfrentará a seleção da Inglaterra neste sábado (01/07) em Gelsenkirchen. É a primeira vez em 40 anos que a seleção portuguesa chega às quartas-de-final de uma Copa do Mundo. A última vez havia sido em 1966, quando ficou com o terceiro lugar. A equipe de então, que contava com o craque Eusébio, perdeu nas semifinais justamente para a Inglaterra.

A Holanda começou melhor a partida, mas foi Portugal que marcou. Aos 22 minutos, Deco cruzou a bola da direita para Pauleta, na marca do pênalti, ajeitar para Maniche, que driblou dois zagueiros e chutou forte para o gol.

Os holandeses tentaram reagir e, aos 37 minutos, Van Persie fez boa jogada perto da pequena área e chutou forte, cruzado. A bola passou em frente ao gol português num lance de muito perigo.

Já aos 45 minutos, Portugal teve a chance de ampliar. Simão fez uma bela jogada pela direita e cruzou para Pauleta, que, de frente para o gol, chutou muito bem. Van der Sar fez uma ótima defesa com o pé.

A primeira expulsão do jogo aconteceu aos 46 minutos, após Costinha meter a mão na bola. O jogo terminou com Portugal jogando melhor. Já a segunda etapa começou com os holandeses, que tinham um jogador a mais em campo, claramente superiores e buscando o empate. Logo aos 3 minutos, Cocu acertou um chute no travessão.

Mas o jogo, que já estava nervoso, acabou ficando violento. Aos 13 minutos, Van Bronckhorst fez falta sobre Deco e levou cartão amarelo. A falta demorou para ser cobrada e, na confusão, Figo acertou uma cabeçada em Van Bommel e também foi advertido pelo juiz.

Aos 17 minutos, Boulahrouz deu um cotovelaço no olho direito de Figo numa disputa de bola e levou o segundo amarelo. A Holanda passou a jogar com dez homens em campo. Aos 28 minutos, Deco fez falta em Heitinga e também levou cartão amarelo. O lance deu início a uma confusão envolvendo os jogadores das duas equipes e a um festival de cartões amarelos.

O jogo se tornou muito violento, com faltas duras dos dois lados. Aos 32 minutos, num lance discutível, Deco segurou a bola com as mãos após o juiz marcar falta e foi jogado no chão por Cocu. O português acabou sendo expulso por impedir a cobrança rápida da falta.

A Holanda continuou insistindo, mas mesmo com um homem à mais até os 49 minutos finais, não conseguiu chegar ao empate e foi eliminada.

PORTUGAL 1 X 0 HOLANDA

Portugal
Ricardo; Miguel, Fernando Meira, Ricardo Carvalho e Nuno Valente; Costinha, Maniche, Deco e Figo (Tiago); Cristiano Ronaldo (Simão) e Pauleta (Petit)
Técnico : Luiz Felipe Scolari

Holanda
Van der Sar; Boulahrouz, Ooijer, Mathijsen (Van der Vart), Van Bronckhorst; Van Bommel (Heitinga), Sneijder, Cocu (Hesselink) e Van Persie; Kuyt e Robben
Técnico : Marco Van Basten

Data: 25/06/2006
Local : Franken-Stadion, em Nurembergue
Árbitro : Valentin Ivanov (Rússia)
Assistentes : Nikolay Golubev e Evgueni Volnin (ambos russos)
Cartões amarelos : Van Bommel, Van der Vaart e Sneijder (Holanda) e Maniche, Petit, Figo, Nuno Valente e Ricardo (Portugal)
Expulsões : Boulahrouz e Van Bronckhorst (Holanda) e Costinha e Deco (Portugal)
Gol : Maniche, aos 22 minutos do primeiro tempo

Leia mais