1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Frankfurt – Paris em menos de quatro horas

Trens de alta velocidade farão a conexão entre a capital francesa e a cidade de Frankfurt, na Alemanha, em menos de 4 horas a partir de 2007, diminuindo em mais de 2 horas o tempo atual de viagem.

default

ICE 3, o trem mais rápido da Alemanha

Quem viaja hoje de Frankfurt para Paris utilizando trem precisa calcular cerca de seis horas para chegar ao destino. A partir de 2007, o tempo de viagem será de apenas 3 horas e 45 minutos. A redução do tempo ocorrerá graças a um acordo entre as duas companhias ferroviárias, a alemã DB e a francesa SNCF, que prevê a utilização de trens de alta velocidade nesta linha férrea.

O anúncio foi feito em Estrasburgo pelo ministro dos Transportes da Alemanha, Manfred Stolpe, e seu colega de pasta, o francês Gilles de Robien, no início desta semana. A base para a criação do futuro acordo de operação conjunta, que receberá o nome de Realis, foi assinado pelo chefe da Deutsche Bahn, Hartmut Mehdorn, e por Louis Gallois, da SNCF.

Diminuindo distâncias

A principal meta é diminuir o tempo de viagem entre três importantes metrópoles européias, Paris – Frankfurt e também Paris – Stuttgart, cidade localizada no sul da Alemanha. O projeto prevê a implantação de cinco conexões diárias de ida e volta entre Paris e Frankfurt e quatro no trajeto até Stuttgart.

A expectativa é que o empreendimento gere a partir de 2009 um faturamento anual de cerca de 100 milhões de euros e transporte até 1,5 milhão de passageiros. Quanto à rentabilidade, os empresários preferiam não se pronunciar. "Esta é uma pergunta indiscreta", despistou Gallois.

A conexão ferroviária com trens de alta velocidade deverá propiciar uma integração européia ainda mais estreita, segundo o ministro dos Transportes da França. A cooperação contribuirá para a melhoria da mobilidade e qualidade de vida dos cidadãos da mesma forma que irá fomentar o desenvolvimento da Europa, completou o ministro alemão.

Unindo esforços

Discursos à parte, antes de o trabalho em conjunto se tornar realidade serão necessários alguns acertos de ordem prática. Tanto os trens franceses TVG quanto os alemães ICE 3 já estão sendo testados nos trilhos dos dois países. Quando esta fase estiver concluída (prevista para o terceiro trimestre deste ano), será feito um plano único para ambos os trens em cada etapa do percurso. As diferenças técnicas entre as redes ferroviárias deverão ser transponíveis.

O acordo de cooperação deve ser assinado até janeiro de 2006. A DB e a SNCF terão participação igualitária, de 50% cada uma. A Realis terá a imcumbência de gerenciar este trajeto, determinando inclusive o preço das passagens e ofertas de viagens. Algo similar ao que já acontece com as rotas internacionais Paris–Köln, com o trem Thalis, e Paris–Londres, com o Eurostar.

Rede Transeuropéia

A idéia deste acordo com a Alemanha surgiu com a chamada TGV- Leste, ligação férrea entre Paris e o leste da França. A primeira etapa, Paris – Baudrecourt, ficará pronta em 2007, a segunda, até Estrasburgo, deve começar em 2008.

O projeto faz parte do programa Rede Transeuropéia, subsidiado pela União Européia, que prevê até 2015 a conexão em trens de alta velocidade de Paris, passando por Munique, Viena (Áustria) até Budapeste (Hungria).

Leia mais