1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Descobertos planos de atentado na Alemanha

Um turco de 24 anos e uma norte-americana, de 23, foram presos perto de Heidelberg. Em seu apartamento, a polícia encontrou grande quantidade de explosivos.

default

O casal preso morava neste prédio, na cidade de Walldorf

As autoridades de segurança acreditam que o alvo do atentado poderia ser um supermercado numa base das tropas dos Estados Unidos ou o centro da cidade de Heidelberg, no sul da Alemanha.

A jovem norte-americana, de origem turca, trabalha no supermercado da base militar dos Estados Unidos ao sul de Heidelberg. Ela teria manifestado sua admiração pelo líder terrorista Osama Bin Laden e advertido uma amiga que não ficasse nas proximidades de um supermercado norte-americano nos próximos dias, pois poderia acontecer "alguma coisa".

Desconfiada, a amiga alertou a polícia militar, que por seu lado informou a polícia alemã. O rapaz preso, um fanático religioso, e sua namorada são considerados simpatizantes de Osama Bin Laden. No apartamento, foram encontrados uma fotografia do líder terrorista e 130 quilos de material químico para a confecção de explosivos, além de livros sobre como fazer bombas.

Iniciativa isolada – O casal foi interrogado durante todo o sábado (7). O rapaz, que pode ter obtido o material explosivo na fábrica de produtos químicos onde trabalha, em Karlsruhe, foi ouvido pela polícia alemã. Ele teria manifestado seu ódio a judeus e americanos.

Já a garota foi interrogada pela polícia da base militar dos Estados Unidos. O ministro alemão do Interior, Otto Schily, acredita que se trate de uma iniciativa isolada. Segundo ele, ainda não foram encontrados indícios de que o casal faça parte de uma rede terrorista internacional.

A base militar – A cidade de Heidelberg é uma das bases militares norte-americanas mais importantes da Alemanha, no âmbito da Organização do Tratado do Atlântico Norte – OTAN. Mesmo com a redução de contingente após a reunificação da Alemanha, ali continuam concentradas cerca de 16 mil pessoas, entre militares, funcionários civis e familiares.

Atualmente, a cidade abriga vários centros administrativas e de comando dos militares norte-americanos na Europa, que tiveram a segurança redobrada após os atos terroristas de um ano atrás.

Leia mais

  • Data 07.09.2002
  • Autoria rw
  • Imprimir Imprimir a página
  • Link permanente http://p.dw.com/p/2clj
  • Data 07.09.2002
  • Autoria rw
  • Imprimir Imprimir a página
  • Link permanente http://p.dw.com/p/2clj