1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Bundesliga inicia temporada comemorativa dos 50 anos

Meio século de gols, craques e escândalos: a Bundesliga, um dos mais bem-sucedidos e lucrativos campeonatos do futebol mundial, celebra 50 anos na temporada 2012/13. Borussia Dortmund e Werder Bremen abrem o espetáculo.

default

Robert Lewandowski, do Borussia Dortmund

É uma história de sucesso: o presidente da Federação Alemã de Futebol (DFB), Wolfgang Niersbach, gosta de dizer que nenhuma outra instituição alemã atrai tantas pessoas todas as semanas como a Bundesliga. De fato, o Campeonato Alemão é um dos mais rentáveis e populares do mundo. Todos os finais de semana, milhares de torcedores acompanham os jogos nos estádios, em bares ou no sofá da sala. A temporada passada foi uma das mais concorridas, com média de público de 44.293 torcedores por partida.

Em 1962, quando a liga foi criada, ninguém poderia imaginar que seria assim. No final da tarde de 28 de julho, depois de uma sessão de nove horas, os 129 delegados reunidos em Dortmund tiveram de decidir sobre a criação de uma liga nacional de futebol na Alemanha.

Resultado: 103 votaram a favor e 26 foram contra. O campeonato começaria dali a um ano e teria 16 equipes. "Estou feliz com a decisão. Finalmente a temos", comentou na época Sepp Herberger, ex-treinador da Alemanha e um dos delegados presentes. "Foi um marco para o futebol alemão. Esses homens fizeram história", afirma hoje Niersbach.

Ao todo, 46 clubes concorreram a uma vaga na recém-criada Bundesliga. Entre eles estava o Hamburgo, único clube a participar de todas as edições do torneio na primeira divisão. O Bayern de Munique, hoje o clube mais famoso da Alemanha, só ascenderia à Bundesliga em 1965.

Naquele mesmo ano o número de participantes aumentou para 18. Em 1991, no primeiro campeonato após a reunificação da Alemanha, o total de equipes foi novamente elevado, passando temporariamente para 20, com a inclusão de dois clubes do antigo lado comunista: Hansa Rostock e Dynamo Dresden. Mais tarde ele seria de novo reduzido para 18.

Bildergalerie Die Stars aus 50 Jahren Bundesliga

Gerd Müller (e) e Franz Beckenbauer na época em que defendiam o multicampeão Bayern de Munique

Salários bem menores

Nos primeiros anos, os vencimentos de jogadores e treinadores eram bem mais modestos do que são hoje. Se em 1962 os delegados votaram a favor da criação da liga, eles também se posicionaram contra a profissionalização. Além disso, um jogador não poderia receber mais do que 1.200 marcos por mês, somando os prêmios. Esse valor é risível perto do que os jogadores ganham hoje. O lateral do Bayern e capitão da seleção alemã, Philipp Lahm, por exemplo, ganha cerca de 583 mil euros por mês.

A situação da época obrigava os jogadores a ter um segundo emprego para conseguir se manter. Günther Netzer, por exemplo, era gerente de uma casa noturna, e Uwe Seeler trabalhava na Adidas.

Uwe Seeler HSV 1963 Bundesliga

O atacante Uwe Seeler (d), um dos maiores ídolos da história do Hamburgo

Escândalos e marcos

A primeira temporada começou a ser disputada em 1963 e não foi necessário mais do que um minuto para a rede balançar pela primeira vez. Em 24 de agosto, Timo Konietzka, do Borussia Dortmund, marcou o primeiro gol da história da Bundesliga, jogados 58 segundos da partida inaugural contra o Werder Bremen. O curioso é que não há registro desse gol, seja em foto ou vídeo. Quem levou o título da primeira temporada da Bundesliga foi o Colônia. Na temporada dos 50 anos, Dortmund e Bremen fazem mais uma vez a partida inaugural do torneio, nesta sexta-feira (24/08).

Um escândalo envolvendo compra de jogos explodiu no início dos anos 70. Jogos do Rot-Weiss Oberhausen e do Arminia Bielefeld foram manipulados para evitar o rebaixamento dos clubes. O escândalo levou à suspensão dos dois clubes e fez com que muitos torcedores virassem as costas para a competição. O público nos estádios só voltou a subir após a Copa do Mundo de 1974, disputada na Alemanha e vencida pelos anfitriões.

Em 2005, a imagem do campeonato voltou a ser um abalada quando o ex-árbitro Robert Hoyzer confessou ter manipulado vários jogos de futebol, mas o abalo não foi tão grande como no primeiro escândalo.

O ano de 1973 registrou outro marco na história da Bundesliga, com a introdução dos patrocínios nas camisetas dos clubes. O Eintracht Braunschweig deu o pontapé inicial no uso desse tipo de publicidade, criando as bases para a comercialização do esporte.

Também importante foi a criação da Liga Alemã de Futebol (DFL), em 18 de dezembro de 2000, em Frankfurt. A liga é a responsável pela comercialização do campeonato. Em 2011, o faturamento alcançou 1,75 bilhão de euros.

Autor: Thomas Klein (as)
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais