1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Brasileiros ignoram o frio e protestam contra Dilma em Berlim

Cerca de 50 pessoas pedem impeachment da presidente e prestam homenagem ao juiz Sérgio Moro, responsável pela condução da Lava Jato. Apoiadores do governo também aparecem, mas em número bem menor.

Nem mesmo o frio intenso impediu brasileiros de se reunir em Berlim para protestar contra a corrupção e o governo da presidente Dilma Rousseff neste domingo (13/03). O protesto reuniu cerca de 50 pessoas, de idades variadas, num dos pontos turísticos mais famosos da capital alemã: a Potsdamer Platz.

"Estamos aqui representando e apoiando os milhões de brasileiros que vão às ruas pedir que a Justiça cumpra o seu papel e permita que o Brasil saia dessa crise que tomou conta do país", disse Luís Felipe Minnicelli, um dos organizadores do evento.

Embalados ao som de Vem pra Rua, os manifestantes pediram o impeachment de Dilma, o banimento do PT, o fim da corrupção, o basta do chamado jeitinho brasileiro, além de declarar apoio ao juiz Sérgio Moro e à Operação Lava Jato, que investiga o esquema de corrupção na Petrobras e teve como alvo recente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O protesto reuniu brasileiros que estão morando em Berlim, mas também atraiu turistas do Brasil que passaram pelo local se uniram ao grupo. "No Brasil, a corrupção está muito forte e não temos mais voz. Essa é a forma de mostrarmos de um jeito pacífico, o que nós queremos e como queremos mudar o Brasil para melhor", disse Camila Kamp, que veio estudar na capital alemã.

Deutschland Proteste gegen Dilma Rousseff in Berlin

Miria Rinaldo trouxe o marido e os filhos para participar do protesto contra o governo

Miria Rinaldo trouxe o marido e os filhos para participar do protesto. "Apesar de estarmos aqui, nosso coração está lá, querendo sempre que o país melhore. Sabemos que tudo está indo mal e por isso viemos protestar", disse.

Já Elaine Avelar e o marido Ricardo foram ao protesto para pedir a investigação e a punição de todos os envolvidos em escândalos de corrupção. "Os brasileiros têm se unir, porque há muita corrupção no Brasil e precisamos de união para melhorar o país", disse Elaine.

Cartazes como "Vou me embora para Atibaia, lá sou amigo do rei" e "Mit Brasilien gegen die Korruption” (Ao lado do Brasil contra a corrupção) chamaram a atenção de quem passou pelo local, que foi um dos símbolos da divisão da cidade durante a Guerra Fria e ainda preserva um pedaço do Muro de Berlim.

Além de cartazes, os manifestantes levaram bandeiras do Brasil e vestiram verde e amarelo. O grupo cantou o Hino Nacional e prestou uma homenagem ao juiz Sérgio Moro, que foi aplaudido pelo seu trabalho na condução da Lava Jato. Depois de pouco mais de uma hora e meia de concentração, os brasileiros lentamente começaram a deixar o local.

Os organizadores do protesto avaliaram positivamente o evento. "A adesão foi melhor do que esperávamos. Estão de parabéns, enfrentaram o frio para mandar apoio aos protesto no Brasil", disse Minnicelli.

Deutschland Proteste gegen Dilma Rousseff in Berlin

Dje Macedo foi prestar apoio à presidente e a Lula

Contra o impeachment

Mas os manifestantes contrários ao governo não ocuparam sozinhos a Potsdamer Platz. Três pessoas estiveram no local para prestar seu apoio a Dilma e a Lula.

"As ações de policiais indo na casa do Lula são totalmente inaceitáveis, não estamos em uma ditadura. Se algo foi cometido tem que ser investigado, os corruptos têm que ser presos, mas tudo dentro da lei, não se pode passar por cima da Constituição", afirmou Dje Macedo, ressaltando ser contrária ao impeachment da presidente, pois não há provas de seu envolvimento nos escândalos de corrupção.

Brasileiros também protestaram contra a corrupção em Munique

. O evento em apoio às manifestações anticorrupção no Brasil também reuniu cerca de 50 pessoas na capital da Baviera neste sábado. Um outro protesto reuniu

cerca de 40 brasileiros no centro de Frankfurt

, capital financeira da Alemanha.

Leia mais