1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Bioterrorismo

O bioterrorismo pressupõe duas condições: uma quantidade suficiente de vírus e bactérias fatais, realmente eficazes, se utilizadas em grande escala, e o desejo de matar um grande número de pessoas.

"Armas biológicas precisam ter força de penetração – tanto psicológica quanto econômica e militarmente. Mas isso elas não têm", argumenta o professor Sucharit Bhakdi, diretor do Instituto de Microbiologia Medicinal e Higiene da Universidade de Mainz. Ele adverte que freqüentemente os meios de comunicação exageram ao abordarem a suposta ameça do terrorismo biológico. Mas a Interpol – Organização Internacional de Polícia Criminal – vê a coisa com outros olhos. "Desde os ataques com antraz nos EUA, sabemos que uma quantidade pequena de material biológico pode ter conseqüências globais", explicou o secretário-geral da organização, Ronald Noble.