Berlim homenageia David Bowie | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 22.08.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Berlim homenageia David Bowie

Prefeito da capital alemã inaugura placa em frente ao prédio onde cantor britânico morou no fim dos anos 1970. Homenagem lembra álbuns produzidos em Berlim e canção de sucesso "Heroes".

Placa em homenagem a Bowie foi colocada em frente a prédio na Hauptstrasse

Placa em homenagem a Bowie foi colocada em frente a prédio na Hauptstrasse

O prefeito de Berlim, Michael Müller, inaugurou nesta segunda-feira (22/08) uma placa em homenagem a David Bowie, em frente ao prédio onde o cantor morou na cidade entre 1976 e 1978.

A placa de porcelana lembra os três álbuns de Bowie produzidos na capital alemã: Heroes, Low e Lodger – conhecidos com a trilogia berlinense e gravados no estúdio Hansa. O músico britânico, que morreu no início deste ano, dividiu o apartamento na Hauptstrasse 155, no bairro Schöneberg, com Iggy Pop.

O prefeito de Berlim afirmou que Bowie foi um símbolo da atmosfera cosmopolita e tolerante da cidade e aproximou a metrópole cultural dividida de várias pessoas ao redor do mundo. Müller enfatizou ainda que, com a música Heroes, o cantor escreveu um hino não oficial da cidade.

David Bowie dividiu apartamento com Iggy Pop em Berlim

David Bowie dividiu apartamento com Iggy Pop em Berlim

O secretário berlinense de cultura, Tim Renner, o ex-sonoplasta do estúdio Hansa Eduard Meyer e o biógrafo de Bowie, Tobias Ruether, participaram da cerimônia de inauguração da placa.

A homenagem foi produzida pela Königliche Porzellan Manufaktur (KPM) de Berlim. Além dos nomes da trilogia berlinense, a placa cita ainda um verso da canção Heroes.

Bowie se mudou para Berlim em busca de se livrar do vício em heroína. O músico alugou o apartamento da Hauptstrasse em 1976. Pouco tempo depois, o cantor americano Iggy Pop, conhecido como o "padrinho do punk", foi morar no apartamento de Bowie.

Mas a vida sob o mesmo teto não foi tão fácil, como relatou o britânico em uma entrevista. Bowie reclamava de ser o único a ir ao mercado, enquanto o americano comia tudo que havia na despensa.

O prédio na Hauptstrasse 155 recebe muitos visitantes há anos. Desde a morte do cantor, em janeiro, o local se tornou um santuário para os fãs de Bowie, que deixam flores, velas e lembranças em frente ao edifício.

CN/dpa/ap/epd

Leia mais