1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Bayern de Munique vence a Copa da Alemanha

Em jogo disputado no Estádio Olímpico de Berlim, o Bayern de Munique vence o Schalke por 2 x 1 na final da Copa da Alemanha e reafirma sua posição de destaque no futebol alemão.

default

Pizarro (d) e Salihamidzic, autor do gol que garantiu a vitória do time bávaro

Quatorze dias depois do final da Bundesliga, o time campeão da temporada 2005 voltou a comemorar mais uma importante vitória na noite de sábado (28/05), no Estádio Olímpico de Berlim. O Bayern de Munique conquistou a Copa da Alemanha ao derrotar o Schalke, vice-campeão do Campeonato Alemão, por 2 x 1 em uma partida emocionante.

O primeiro gol foi marcado por Roy Makkay, do Bayern de Munique, aos 42 minutos. O empate ocorreu três minutos depois, quando o brasileiro Lincoln fez a cobrança de um pênalti. O desempate aconteceu aos 31min do segundo tempo com Salihamidzic, que havia entrado em campo 1 minuto antes, substituindo Schweinsteiger.

As duas equipes lutaram pela vitória em um jogo onde a atuação do juiz e seus auxiliares deixou bastante a desejar. No primeiro tempo, um gol do Bayern não foi reconhecido. O juiz alegou impedimento, embora a TV alemã tenha mostrado que o lance estava correto. Logo depois, em resposta exagerada a uma situação em campo, deixou que o Schalke cobrasse um pênalti.

Em diversas ocasiões os jogadores de ambos os times não esconderam a perplexidade perante a atuação do juiz. O alemão Ballack, do Bayern de Munique, estava visivelmente irritado. Os auxiliares também contribuíram para que o ânimo dos jogadores ficasse alterado. O nervosismo natural em uma partida decisiva como esta, somado à fraca arbitragem, resultou em 8 cartões amarelos, 5 para o Schalke e 3 para o Bayern de Munique.

Lances diferentes

Três acontecimentos diferentes marcaram a final da 62ª Copa da Alemanha. Ao marcar o gol para o Schalke, Lincoln tirou do calção uma bandeira brasileira e saiu acenando para a torcida, que aplaudiu entusiasmada a homenagem do jogador ao seu país de origem.

No segundo tempo, o encontrão entre o juiz e Schweinsteiger, do Bayern, foi de tirar o fôlego. Eles conseguiram se chocar correndo e ambos caíram no chão onde ficaram meio atordoados. Para completar, o sistema de irrigação do gramado disparou e, de repente, começou a espirrar água no campo. Os jogadores tentaram fechar as saídas com os pés, sem êxito. Logo apareceu o zelador com uma chave e fechou o registro geral.

Uma festa do futebol

"Depois de tudo que aconteceu em campo, merecíamos a vitória", concluiu Félix Magath, comemorando sua segunda conquista no primeiro ano como técnico do Bayern de Munique. "Foi uma verdadeira festa do futebol e um grande confronto. Eu acho que merecemos a vitória", afirmou Ballack.

O técnico do Schalke, Ralf Rangnick, reconheceu a vitória do adversário mas lamentou que seu time tenha perdido por pouco. "Eu bem que gostaria de ter dado a vitória para a torcida do Schalke, mas não foi possível", completou o goleiro Frank Rost.

Acontecimento nacional

A final da Copa da Alemanha entre o Bayern de Munique e Schalke mobilizou os fãs do futebol. Além da transmissão ao vivo pelo rádio e TV do país (a redação brasileira da DW-WORLD também acompanhou a partida em tempo real), o Estádio de Berlim, com seus quase 75 mil lugares, estava com lotação esgotada em um dia de tempo bom, quando a temperatura ultrapassou os 30 graus na capital alemã.

Personalidades do mundo futebolístico, como o técnico da seleção alemã, Jürgen Klismann, e autoridades, como o presidente da Alemanha, Horst Köhler e o ministro das Relações Exteriores, Joschka Fischer, marcaram presença neste jogo que reafirmou a supremacia do Bayern de Munique.

Bayern de Munique 2 x 1 Schalke

Bayern de Munique:

– Kahn, Sagnol (47min do segundo tempo, Deisler), Lúcio, Kovac, Lizarazu, Demichelis, Schweinsteiger (30min do segundo tempo, Salihamidzic), Balack, Zé Roberto (37min do segundo tempo, Frings) Makaay, Pizarro

Técnico: Felix Magath

Schalke:

– Rost, Oude Kamphuis (46min, Altintop), Bordon, Krstajic, Kobiaschwili, Poulsen (37min do segundo tempo, Rodriguez), Vermant, Lincoln, Asamoah, Sand, Aílton (26min do segundo tempo, Hanke)

Técnico: Ralf Rangnick

Data: 28/05/2005

Local: Estádio Olímpico de Berlim

Árbitro: Florian Mayer

Auxiliares: Thomas Frank e Carsten Kadach

Cartões amarelos: Kobiaschwili, Krstajic, Altintop, Poulsen, Vermant (Schalke) – Ballack, Demichelis e Makaay (Bayern de Munique)

Gols: 1 x 0: Makaay (Bayern de Munique), aos 42min; 1 x 1: Lincoln (45min, pênalti), 2 x 1: Salihamidzic, aos 31min do segundo tempo

Leia mais