1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Audiolivro vira moda na Alemanha

Quem prefere ouvir um livro a lê-lo, conta com inúmeros locais, bares, pontos de encontro e festivais de literatura falada na Alemanha. O hábito surgiu no país nos anos 90 e hoje é um sucesso.

default

Versão gravada do livro 'In Ordnung, Chef!'

Os adeptos da literatura contam com cada vez mais possibilidades de desfrutar seus autores prediletos. A grande atração do momento é a leitura falada e interpretada como no cinema ou teatro.

Não somente crianças gostam de escutar histórias antes de dormir. Os adultos também apreciam esta forma de leitura, até porque recordam os tempos de infância, quando só conseguiam pegar no sono após terem ouvido pelo menos uma história contada pelos pais.

Esta tradição é bastante comum na Alemanha, onde as crianças desde cedo são incentivadas à leitura, ou seja, a escutarem uma história com atenção, enquanto no Brasil, o hábito é mais raro.

O gosto pela leitura falada começou nos Estados Unidos nos anos 80. Na Alemanha, o costume entrou em moda na década de 90. Hoje, existem no país diversas editoras especializadas, bares, locais e festivais para apresentações de audiolivros.

Em outras partes da Europa, a popularidade dos audiolivros varia de país para país. Na Inglaterra, os CDs de literatura gravada vendem bem. Já na Itália eles são pouco apreciados. Na França, menos ainda.

Bar é local de encontro de fãs da literatura audível

Hörbar in Köln

HörBar em Colônia

O HörBar (Bar para Ouvir), em Colônia, é o primeiro bar com o serviço literário do Estado da Renânia do Norte-Vestfália. O nome é um jogo de palavras com o substantivo bar e o verbo h ören, que quer dizer ouvir. Escrita em minúsculo, a expressão vira um adjetivo, que significa audível.

Nas tardes de domingo, o bar costuma ser freqüentado por um público que escuta atentamente, por exemplo, a versão falada do livro Senhor Ibrahim e as Flores do Alcorão, apresentada por quatro atores, com fundo musical.

Em sua primeira visita ao bar, Sandra Staudenrausch declara que se sentiu dentro da história. O proprietário do HörBar , Carsten Tölke, explica o porquê desta sensação: "Se por todos os lados te bombardeiam com informações, aqui o público só tem que se concentrar para ouvir a própria fantasia", argumenta.

Tölke conta que o bar apresenta, a cada noite, pelo menos uma de suas 1,6 mil peças de radioteatro, escolhidas pelos visitantes do local.

Festival com glamour

Você já escutou alguma vez um romance policial em um departamento de polícia ou poesias sobre doenças em um hospital? Durante o festival internacional de literatura lit.Cologne, em Colônia, estas incríveis possibilidades existem.

Desde 2000, o festival tem como objetivo apresentar literatura em eventos fantásticos, onde anualmente o público pode desfrutar de cerca de 800 leituras e discussões com autores conhecidos, com acompanhamento de música e vídeo. Em março deste ano, o evento recebeu um público de 45 mil visitantes.

"A literatura é uma coisa viva, que deve ser apresentada de forma moderna, para que o leitor se aventure nesta experiência", conta um dos organizadores do festival, Werner Köhler.

A grande feira internacional de livros Leipzig liest (Leipzig lê) e o Festival Internacional de Literatura de Berlim contam com a presença de inúmeros estandes e eventos literários, como a apresentação de audiolivros.

Terror coletivo

Criminale

Criminale 2002

Histórias horripilantes e assustadoras são tema da Criminale, o maior festival de romances policiais da Europa, que acontece em Düsseldorf e Duisburg. O objetivo não é dos mais nobres: assustar o público com histórias de terror de 160 autores provenientes da região do Baixo Reno. No final de abril, acontece o festival de romances policiais de Colônia, a Kölner Krimifest , onde a intenção é a mesma.

Nomes do futuro

Quem gosta de crirar poesias não tem do que reclamar. Poetas por prazer ou talento têm a oportunidade de declamar suas poesias em pequenos espaços para encontros literários, os chamados poetry slams, espalhados pela Alemanha.

Nestes locais, poetas mostram suas produções literárias e ainda correm o risco de se tornar famosos. Com tantas ofertas na área da literatura falada, não há por que ler sozinho. A menos que se queira.

Leia mais

Links externos