Argentina oferece recompensa por submarino desaparecido | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 14.02.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Argentina oferece recompensa por submarino desaparecido

Governo oficializa proposta de pagar 16 milhões de reais para quem oferecer informações úteis nas buscas pelo ARA San Juan, que sumiu em novembro.

Argentinien Suche nach verschwundenem U-Boot | ARA San Juan (Armada Argentina)

O submarino Ara San Juan

O governo argentino oficializou nesta quarta-feira (14/02) o oferecimento de uma recompensa de 98 milhões de pesos (cerca de 16 milhões de reais) para quem "fornecer informações úteis" que "permitam encontrar o paradeiro e a localização precisa" do submarino ARA San Juan. A embarcação desapareceu no dia 15 de novembro, no Atlântico Sul, com 44 tripulantes a bordo. 

A ideia de uma recompensa já havia sido anunciada às famílias dos tripulantes pelo presidente Maurício Macri em 6 de fevereiro. O governo explicou que procura "gerar incentivos adequados para que a busca realizada pela Marinha argentina seja complementada com a participação de empresas do setor privado".

Quem tiver informações deverá especificar "o relatório integral da busca" com as caraterísticas do equipamento utilizado, dados brutos e processados e vídeos, fotos e mosaicos fotográficos georreferenciados derivados da localização do submarino, entre outros.

Vários países, como os EUA e o Reino Unido, contribuíram paras as buscas pelo submarino, que desapareceu depois de reportar uma avaria quando navegava de Ushuaia para o porto de Mar del Plata, 400 quilômetros ao sul de Buenos Aires. Atualmente, apenas a Rússia continua colaborando com a Argentina para localizar o San Juan.

"Apesar de todos os esforços materiais, humanos, econômicos e tecnológicos, bem como o compromisso e o conhecimento tecnológico e material dedicado à busca do submarino ARA San Juan, os resultados até agora não foram bem-sucedidos", lamentou o governo.

Os parentes pediram às autoridades que expandissem a área de busca e os recursos para chegar à localização da embarcação. Uma investigação judicial continua aberta para determinar o que aconteceu.

O San Juan era um dos três submarinos da frota argentina. Lançado em 1983, a embarcação foi produzida pelo antigo estaleiro alemão Thyssen Nordseewerke e tinha 65 metros de comprimento e sete metros de largura. Entre 2007 e 2014, a embarcação passou por reformas que prolongaram seu uso por mais 30 anos.

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

JPS/afp

Leia mais