1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

A metamorfose do mito

Há 120 anos nascia aquele que se tornaria um dos maiores nomes da literatura mundial. Hoje, o rosto de Kakfa estampa ícones da cultura pop, enquanto sua vida é dissecada em uma das mais detalhadas biografias da história.

default

Franz Kafka: 700 páginas sobre seus "anos decisivos"

Nas ruas de Praga, onde viveu, Kafka é hoje onipresente. Seu semblante estampa canetas, estojos, velas, porta-cigarros, camisetas, sem falar no sem-número de cartões postais da cidade. "Kafka não é mais um autor popular entre os tchecos, mas uma atração turística, com a qual se pode ganhar dinheiro", criticou o diplomata Eduard Goldstücker já há três anos, pouco antes de sua morte. Para o especialista na obra do escritor, a exploração comercial que se criou em torno do mito Kafka sempre foi um grande incômodo.

Biografia - No entanto, os 120 anos do nascimento de Franz Kafka não são lembrados apenas nos souvenirs que pipocam pelas ruas européias. No início deste ano, foi lançada uma das mais detalhadas biografias do autor. "A primeira grande biografia escrita originariamente em língua alemã", que é dividida em três volumes. O primeiro deles, com nada mais nada menos que 700 páginas, ultrapassa em detalhes qualquer monografia até hoje escrita sobre o assunto. Os outros dois volumes serão concluídos no decorrer dos próximos dez anos.

"Anos decisivos" - Ao contrário do que se poderia pensar, o biógrafo Reiner Stach não rastreia toda a vida de Franz Kafka, mas reconstrói em seu primeiro volume apenas cinco anos da vida do escritor: de 1910 a 1915. Para Stach, trata-se aí dos "anos decisivos" na vida de Kafka, quando foram escritos A Metamorfose, O Processo e A Sentença (escrita durante uma única noite), entre outros.

Stach atém-se a detalhes da vida do escritor - "ao que tudo indica, Kafka viveu até seu trigésimo ano de vida em um quarto que servia de passagem para o quarto onde dormiam seus pais" e "de acordo com o que sabemos, ele nem imaginava as conseqüências que o trabalho em uma fábrica de amianto pudessem trazer para sua saúde". O grande trunfo, no entanto, em relação a biografias publicadas anteriormente, são as informações conseguidas por Stach no espólio de Felice Bauer, ex-noiva de Kafka e a quem o escritor enviou nada menos que 511 cartas e postais.

Espólio de Max Brod - Um dos próximos dois volumes da biografia será sobre a infância e adolescência de Kafka (dedicada ao período entre 1883 e 1912): tarefa árdua, pois o escritor queimou tudo o que escreveu na época. A grande fonte de informação será, para o biógrafo Stach, o espólio de Max Brod, uma das pessoas mais próximas ao escritor em vida e responsável pela publicação de sua obra.

Franz Kafka e Max Brod (que era apenas um ano mais jovem) freqüentaram a mesma escola e tiveram, em parte, até os mesmos professores. As quase 20 mil cartas, notas e diários que formam seu espólio - a ser aberto ao público em Tel Aviv - contêm certamente referências preciosas à atmosfera de Praga no início do século, além de detalhes sobre a vida de uma família judaica e o circuito literário na cidade de então.

Leia mais