1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

MDM já pensa em novo candidato para Nampula

O edil de Nampula, Mahamudo Amurane, já anunciou que não se recandidata pelo Movimento Democrático de Moçambique às eleições de 2018. Edil de Nampula é "livre" para escolher novo partido, diz secretário-geral do MDM.

Mahamudo Amurane (DW/Nelson Carvalho Miguel)

Edil de Nampula, Mahamudo Amurane

Em Moçambique, continua a dar que falar o "divórcio" entre o edil de Nampula e o Movimento Democrático de Moçambique (MDM). O secretário-geral do partido, Luís Boavida, acredita que o partido terá outro candidato em Nampula nas próximas eleições autárquicas, marcadas para 2018.

O MDM apoiou a candidatura de Mahamudo Amurane em 2013, ano em que o mesmo venceu. Mas com Amurane e o partido de costas voltadas, o cenário agora é outro.

"Amurane para ser forte, quem o fez fomos nós. Nós construímos a imagem do Amurane e somos a máquina do MDM em Nampula. Posso garantir: Nampula continuará a ser governado pelo nosso partido. O Governo dessa cidade, em 2018, continuará a ser do MDM", afirma Luís Boavida.

Luis Boavida (DW/L. da Conceicao )

Secretário-geral do MDM, Luís Boavida

"Relações tensas"

A relação entre Amurane e o segundo maior partido da oposição moçambicana é cada vez mais tensa. O edil diz que o partido quer prejudicá-lo, por alegadamente ser intolerante com atos de corrupção. O MDM diz que as acusações são infundadas. 

O presidente do Conselho Municipal de Nampula já disse que pretende recandidatar-se nas eleições de 2018, mas por outro partido, a "anunciar oportunamente”. Algo normal numa democracia, diz o secretário-geral Luís Boavida.

Ouvir o áudio 02:33

MDM já pensa em novo candidato para Nampula

"Os munícipes de Nampula mandam no partido dessa cidade. Eles já não aceitam Mahamudo Amurane como seu candidato, nem como seu presidente do município. Nós, como direção do partido, ouvimos a vontade dos munícipes. Além disso, ele [Mahamudo Amurane ] também já está a falar em se candidatar por outro partido. Ele é livre. Afinal, a democracia e o multipartidarismo só têm sentido se há partidos", salienta.

Confiança no partido

Desentendimentos à parte, o secretário-geral MDM pede aos membros do movimento e à população que continuem a confiar no partido.

"Encorajamos aos nossos membros a continuar firmes e lutar para mais vitórias nos municípios durante as eleições do próximo ano. A responsabilidade de libertar a população moçambicana da má governação da FRELIMO [Frente de Libertação de Moçambique] tem apenas como única esperança: o partido MDM”.

Na última terça-feira (22.08), membros do MDM aproveitaram as festividades dos 61 anos da cidade de Nampula para exigir publicamente a demissão do edil e da sua equipa.

 

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados