Visita ao Brasil entre a cátedra e o gramado | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 06.03.2006
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Visita ao Brasil entre a cátedra e o gramado

O secretário-geral do DAAD visita o Brasil sob o signo da Copa do Mundo. Em meio à agenda de eventos acadêmicos, um seminário sobre o esporte das multidões e o lançamento de um dicionário de futebol alemão-português.

default

Futebol também é tema da viagem de Christian Bode ao Brasil

Este ano todo mundo está falando de futebol. E os acadêmicos não poderiam ficar de fora. O secretário-geral do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD), Christian Bode, está no Brasil, neste início de março, cumprindo uma série de eventos, naturalmente relacionados à vida universitária.

Porém, entre os pontos menos ortodoxos, constam um seminário e o lançamento de um dicionário, ambos dedicados ao esporte das multidões.

Cátedra, reforma e futebol

Dr. Christian Bode, DAAD-Generalsekretär Porträtfoto

Christian Bode, o secretário-geral do DAAD

A agenda da estada de Bode no Brasil inclui a inauguração, na Universidade de São Paulo, da Cátedra Martius de estudos alemães e europeus, no dia 8. Além disso, o secretário-geral participará, no Ministério da Educação, de um workshop sobre as reformas universitárias na Alemanha e no Brasil.

O resto é futebol. No dias 7 e 8 de março acontece um seminário para ex-bolsistas do DAAD intitulado Futebol – História, negócios e paixão. Antecipando os céticos, Gabriele Althoff, diretora do DAAD no Rio de Janeiro, justifica assim essa inesperada conexão entre o campus e o gramado: "O futebol moderno é impensável sem a ciência".

Ela lembra que a gama de disciplinas contribuindo para o popular esporte vai da nanotecnologia até as ciências econômicas. "Novas tecnologias aplicadas servem para otimizar o desempenho no campo. Novos meios de comunicação possibilitam levar a informação aos fãs em qualquer hora e lugar. Mas o fenômeno futebol também já ocupa seu posto nos estudos da história, das ciências sociais e culturais."

E, afinal, por que não aproveitar esse momento em que todos os olhos estão voltados para a sede da Copa 2006, chamando a atenção para o ensino, a pesquisa e o intercâmbio acadêmico entre a Alemanha e o mundo?

Bolsistas correm atrás da bola

Pequeno Glossario de Futebol

'Pequeno Glossário de Futebol'

Durante o seminário, do qual participam tanto reitores e professores universitários como cineastas, fotógrafos e jornalistas, serão lançadas duas publicações do DAAD: o Pequeno Dicionário do Futebol Alemão, em versão bilíngüe, e um glossário alemão-português-alemão de expressões futebolísticas.

Os eventos vão até 8 de março. E o secretário-geral do Serviço de Intercâmbio Acadêmico se prepara para mais um evento pouco ortodoxo. Em abril realiza-se em Colônia a Copa Acadêmica do DAAD, com seleções nacionais de estudantes universitários.

Várias gerações passadas de sisudos catedráticos deverão revirar-se no túmulo. Mas afinal, os tempos são outros.

Interesse tradicional pelo Brasil

Desde sua refundação, em 1950, o DAAD tem o Brasil como um foco de interesse. A instituição tem contribuído de forma decisiva para a construção das universidades do país, em especial no campo da pós-graduação. Em 1972 instalou uma representação própria no Rio de Janeiro, até hoje sua única na América do Sul.

Todas essas décadas de trabalho resultaram numa ampla rede acadêmica, que envolve um total de cerca de 12 mil ex-bolsistas, revela Althoff. No momento, o serviço de intercâmbio mantém entre a Alemanha e o Brasil mais de 1800 bolsistas de ambas as nacionalidades. Relevantes são também seus programas em cooperação com instituições brasileiras de fomento à pesquisa, como a Capes e o CNPq.

Ao que tudo indica, esse já tradicional interesse ainda é passível de se amplificar. Em 2005 o DAAD abriu no Norte e Nordeste do Brasil um programa de bolsas de mestrado nas áreas de Meio Ambiente e Desenvolvimento. "E isso é apenas o início de uma nova iniciativa para as regiões menos favorecidas", ressalta Althoff.

Desde fevereiro último, o Serviço de Intercâmbio reforçou também sua presença em São Paulo, com a inauguração de um escritório de marketing e comunicação naquela metrópole.

Leia mais