Venezuelanos são maior problema da Colômbia, diz Santos | Notícias sobre a América Latina e as relações bilaterais | DW | 20.02.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

América Latina

Venezuelanos são maior problema da Colômbia, diz Santos

Presidente colombiano afirma estar disposto a receber ajuda internacional para lidar com onda migratória. Cerca de 37 mil venezuelanos cruzam diariamente fronteira com a Colômbia.

Multidão de venezuelanos cruza fronteira com a Colômbia, em Cúcuta

Multidão de venezuelanos cruza fronteira com a Colômbia, em Cúcuta

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, afirmou nesta segunda-feira (19/02) que a chegada de venezuelanos é provavelmente o problema mais sério do país atualmente e reiterou que está disposto a receber ajuda humanitária internacional devido ao intenso fluxo migratório.

"Os migrantes que estão chegando ao nosso país são talvez o problema mais sério que temos neste momento", afirmou Santos, em entrevista à emissora de rádio colombiana Blu Radio.

Leia também:

Os garimpeiros do esgoto de Caracas

Venezuela: a vida num país em colapso

O presidente afirmou que até agora o governo conseguiu lidar com a quantidade de venezuelanos que atravessou a fronteira, porém, a onda migratória aumenta a cada dia, diminuindo a capacidade do país de absorver os migrantes.

"Estamos dispostos a receber ajuda internacional", afirmou Santos. O presidente contou que está em contato com a ONU para saber como seria possível receber esse apoio e definir o quadro institucional adequado para lidar com essa situação. "A Colômbia nunca passou por esse tipo de problema", acrescentou.

Estima-se que mais de 550 mil venezuelanos estejam vivendo na Colômbia atualmente. Além disso, cerca de 37 mil venezuelanos entram diariamente no país, em busca de comida e medicamentos.

A Venezuela enfrenta uma grave crise econômica e política. A escassez de produtos básicos e o desemprego levaram milhares de venezuelanos a deixar o país. A onda migratória atingiu especialmente países que fazem fronteira com a Venezuela, como a Colômbia e o Brasil.

CN/efe/dpa

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais