Venezuela reestabelece sinal da DW | Notícias internacionais e análises | DW | 15.04.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

América Latina

Venezuela reestabelece sinal da DW

Autoridades do país haviam interrompido transmissão sem dar explicações. Corte coincidiu com aumento da cobertura sobre a crise no país. Diretor-geral agradece aos venezuelanos que se manifestaram a favor do canal.

Depois de ter seu sinal cortado sem explicações, o canal de TV da Deutsche Welle em espanhol voltou à grade dos serviços de televisão a cabo da Venezuela nesta segunda-feira (15/04), confirmaram colaboradores independentes da emissora no país.

O sinal havia sido interrompido durante o último fim de semana, após uma determinação da Conatel, a Comissão Nacional de Telecomunicações, que regula e exerce o controle do setor na Venezuela. Nenhuma explicação sobre o corte foi dada pelas autoridades, que também não anunciaram oficialmente o restabelecimento da transmissão.

O diretor-geral da DW, Peter Limbourg, que havia exigido o restabelecimento do sinal do canal, saudou a última decisão da Conatel. "Espero que a situação permaneça estável. Também quero agradecer aos telespectadores na Venezuela, que se manifestaram nas redes social pelo restabelecimento do serviço". 

Enquanto o corte do sinal permaneceu, o Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Imprensa da Venezuela havia rejeitado em sua conta no Twitter a decisão da Conatel e destacado o trabalho que a DW vem desempenhando, com múltiplos espaços de informação, para informar sobre a crise venezuelana.

O Ministério do Exterior da Alemanha também havia criticado medida e pediu à Venezuela para que desbloqueasse o sinal de transmissão 

"A liberdade de imprensa e de opinião é um valor importante, que o governo federal defende constantemente", afirmou o ministério nesta segunda-feira. "Esperamos que essa decisão lamentável seja revista rapidamente."

O canal da DW em espanhol ampliou sua cobertura, com um novo segmento exclusivo para a Venezuela, devido à crise atual e à necessidade de informar sobre o que acontece no país sul-americano.

É uma cobertura ao vivo de 15 minutos diários só sobre os acontecimentos venezuelanos. É transmitido às 3h CET (10h em Caracas). A cobertura atual é enriquecida pela avaliação e análise do correspondente da DW em Caracas, entrevistas, reportagens e conversas com especialistas nos estúdios da DW em Berlim, Washington, Bruxelas, Moscou e Bogotá.

Esse espaço foi inaugurado com uma entrevista com o presidente da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela em 23 de janeiro. Com sua oferta de televisão 24 horas por dia em espanhol, a DW atinge mais de 17 milhões de telespectadores semanalmente.

JPS/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 

WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais