Vírus usutu se espalha na Alemanha | Novidades da ciência para melhorar a qualidade de vida | DW | 07.11.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Vírus usutu se espalha na Alemanha

Agente infeccioso ataca aves e é fatal. Casos suspeitos de pássaros infectados passam de mil. Verão alemão úmido contribuiu para a proliferação de seu hospedeiro, os mosquitos. Vírus foi descoberto em 1959 na África.

Melro-preto

Vírus ataca principalmente melros-pretos

A Federação de Proteção Ambiental da Alemanha (Nabu) afirmou nesta terça-feira (07/11) que 1.380 casos suspeitos de pássaros infectados com o vírus usutu foram registrados na Alemanha neste ano. O agente causa a morte de aves em poucos dias.

A maioria dos casos suspeitos foi registrada no estado da Renânia do Norte-Vestfália, onde mais de 500 pássaros foram encontrados mortos. Outros 100 foram achados em Baden-Württemberg e na Saxônia. Também há casos suspeitos em Bremen e Hamburgo.

De acordo com o especialista em proteção de aves da Nabu, Marius Adrion, as suspeitas de infecção mostraram que o vírus está avançando em direção ao norte da Alemanha.

Até o momento, o Instituto Bernhard Nocht de Medicina Tropical examinou 130 aves encontradas mortas e a infecção foi confirmada em 45 casos.

O vírus usutu é de origem africana e foi descoberto em 1959 na região do rio Usutu na Suazilândia, que fica entre Moçambique e a África do Sul. O agente infeccioso foi registrado na Europa pela primeira vez em 2001, atacando pássaros na Áustria. Nos anos seguintes, houve casos na Hungria, Suíça e Itália.

Desde 2011, o vírus tem se espalhado pela Alemanha. Há seis anos foi registrada a primeira onda de infecções em aves no país. Em 2016, uma epidemia de usutu matou cerca de 600 pássaros, atingindo principalmente os melros-pretos.

Leia maisO que se pode aprender com o sono dos pássaros

O vírus é transmitido por mosquitos e suas larvas. Devido ao verão quente e úmido em 2017, houve uma grande proliferação do inseto em diversas regiões da Alemanha. Especialistas acreditam que o aumento dos mosquitos tenha impulsionado os casos de infecções em aves.

O usutu também pode atacar humanos. Na maioria das infecções, não causa nenhum dano à saúde. No entanto, pessoas com o sistema imunológico fraco podem ter febre, dores de cabeça, erupção cutânea e, em casos raros, encefalite.

CN/dpa/ots

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais