Vídeo mostra Amri em estação francesa | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 26.12.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Vídeo mostra Amri em estação francesa

Registro de câmera de vigilância de estação de trem em Lyon confirma que o suspeito de executar o atentado de Berlim viajou para a Itália através da França.

Imagem de vídeo de Anis Amri divulgado pelo Estado Islâmico, em que suspeito jura lealdade ao grupo jihadista

Imagem de vídeo de Anis Amri divulgado pelo "Estado Islâmico", em que suspeito jura lealdade ao grupo jihadista

Imagens de uma câmera de vigilância da cidade francesa de Lyon confirmam que o suspeito de executar o atentado de Berlim, Anis Amri, viajou para a Itália através da França, informaram nesta segunda-feira (26/12) fontes ligadas aos investigadores franceses.

As imagens de uma câmera de vigilância mostram Amri desacompanhado, andando na tarde de quinta-feira na estação de trem de Part-Dieu, em Lyon. Segundo a fonte, os investigadores também têm a certeza de que o jovem comprou naquela estação, com dinheiro em espécie, um bilhete para a cidade italiana de Milão, com conexão na cidade francesa de Chambéry.

A emissora francesa BFM TV afirmou que foram encontrados dois bilhetes de trem para o trajeto Lyon-Chambéry-Milão, um dos quais não tinha sido validado.

As autoridades não sabem quando e como Amri entrou em território francês.

O ataque à feira de Natal do bairro berlinense de Charlottenburg, há uma semana, deixou 12 mortos e mais de 50 feridos. Um caminhão avançou sobre as barracas da feira. 

O tunisiano Anis Amri, de 24 anos, é o principal suspeito de ser o condutor do veículo. Ele foi morto na sexta-feira durante um tiroteio com policiais na cidade de Sesto San Giovanni, nos arredores de Milão, na Itália.

MD/efe/dpa

Leia mais