Usina química registra explosões após furacão Harvey | Notícias internacionais e análises | DW | 31.08.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Usina química registra explosões após furacão Harvey

Fortes chuvas causam apagão e inundações, afetando geradores da fábrica no Texas. Sem sistema de refrigeração, produtos químicos se tornam voláteis. Empresa alerta para novas explosões.

Fábrica da Arkema no Texas

Fábrica da Arkema foi inundada após passagem do Harvey

Uma indústria de produtos químicos localizada cerca de 25 quilômetros a noroeste de Houston, no estado americano do Texas, registrou duas explosões nesta quinta-feira (31/08), após inundações causadas pela passagem do furacão Harvey.

Segundo a imprensa local, funcionários do condado de Harris, onde fica a usina, relataram que uma densa coluna de fumaça negra se elevou das instalações depois que foram ouvidas duas explosões. Previamente, autoridades já haviam ordenado a evacuação num raio de 2,5 quilômetros da usina, da companhia Arkema Inc.

Leia mais: Mudanças climáticas intensificaram a tempestade Harvey?

"Aproximadamente 2h da manhã (horário local), fomos notificados pelo Centro de Operações de Emergência do condado de Harris sobre duas explosões e fumaça negra proveniente da fábrica da Arkema Inc. em Crosby, no Texas", disse a companhia em comunicado. A empresa alertou que novas explosões são possíveis, mas afirmou que a melhor estratégia é deixar o fogo se extinguir sozinho.

O departamento do xerife do condado de Harris comunicou que dez pessoas foram atendidas no hospital depois de inalar a fumaça. Nove destas pessoas se dirigiram ao pronto-socorro por precaução. O xerife garantiu que a usina não representa uma à saúde da população, mesmo para aqueles que não deixaram a região.

A usina da Arkema Inc. produz peróxidos orgânicos utilizados na produção de resinas plásticas, poliestireno, tintas e outros produtos. A fábrica tinha sofrido um apagão no domingo, que afetou os geradores de reserva durante as fortes chuvas trazidas pelo furacão Harvey. As instalações ficaram então sem sistema de refrigeração para produtos químicos, que podem se tornar voláteis à medida em que a temperatura no exterior aumenta.

A Arkema Inc. alertou, na quarta-feira, que havia uma chance de que o peróxido orgânico pudesse vazar para as águas das inundações. "Nessa situação, esperamos que os materiais se desmembrem rapidamente em hidrocarbonetos e álcoois", disse a empresa. "Embora seja possível ver óleo ou sentir um leve odor, antecipamos que os produtos fragmentados se dissipariam na água ou evaporariam."

A fábrica foi desativada antes de o furacão Harvey ter tocado a terra, mas uma equipe de 11 funcionários permaneceu no local até quarta-feira. O Departamento Federal de Aviação fechou o espaço aéreo perto da indústria. As ações da empresa química francesa Arkema Inc. caíram 2,3% nesta quinta-feira.  

PV/afp/ap/efe/rtr/dpa

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados