Unesco declara registro de processo de Auschwitz Patrimônio Mundial | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 31.10.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Unesco declara registro de processo de Auschwitz Patrimônio Mundial

Agência da ONU inclui atas e gravações de julgamento, que ocorreu em Frankfurt, no programa Memória do Mundo. Processo é marco no pós-guerra e confrontou alemães com crimes praticados pelo regime nazista.

Imagem mostra audiência em 1964 do Julgamento de Auschwitz em Frankfurt

Imagem mostra audiência em 1964 do Julgamento de Auschwitz em Frankfurt

A Unesco concedeu nesta segunda-feira (30/10)  aos arquivos do Julgamento de Auschwitz, que ocorreu no início dos anos 1960 em Frankfurt, o status de patrimônio mundial. As atas e gravações do processo foram incluídas no programa Memória do Mundo, que visa assegurar a preservação de documentos históricos significantes para gerações futuras.

Os documentos detalham o julgamento de 22 pessoas acusados de homicídio, em casos isolados, e de participação num crime em massa pelas mortes ocorridas no campo de extermínio de Auschwitz, durante a Segunda Guerra Mundial. Mais de 1 milhão de pessoas, a grande maioria judeus, foram mortas em Auschwitz, entre 1940 e 1945.

Leia mais"Não estou triste por morrer, mas por não poder me vingar"

O julgamento em Frankfurt ocorreu entre 1963 e 1965 e foi uma das primeiras vezes que os alemães no pós-guerra foram confrontados com a extensão dos crimes praticados pelo regime nazista.

Documentos do arquivo do Julgamento de Auschwitz

Arquivo de processo possui 454 pastas de atas e 103 gravações de áudio

No total, 360 testemunhas, entre as quais quase 200 sobreviventes de Auschwitz e 85 membros da da SS (tropa de elite nazista), foram ouvidos no processo. No fim, somente seis réus foram condenados à prisão perpétua por homicídio; três outros foram absolvidos, por falta de provas.

Ainda assim o processo de Frankfurt representa uma guinada decisiva na elaboração dos crimes nazistas. Eles estão documentados em 454 pastas de atas e 103 gravações de áudio, preservadas no Arquivo Central Estatal de Hessen, em Wiesbaden.

"O reconhecimento ressalta a importância única e social dos documentos para a história do pós-guerra e para a cultura de memória da Alemanha”, afirmou o secretário de Ciência e Cultura de Hessen, Boris Rhein, após o anúncio da Unesco.

O programa Memória do Mundo da Unesco inclui atualmente 427 testemunhos históricos, dos quais 24 são alemães. Até hoje nenhuma candidatura partindo do país foi rejeitada.

CN/dpa/kna/epd/afp

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais