Uli Hoeness sairá da prisão no fim de fevereiro | Leia as principais notícias sobre o futebol internacional | DW | 18.01.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Futebol

Uli Hoeness sairá da prisão no fim de fevereiro

Tribunal coloca ex-presidente do Bayern de Munique em liberdade condicional depois de 21 meses na cadeia. Ele foi preso por evasão fiscal e condenado a três anos e meio de prisão.

O ex-presidente do Bayern de Munique Uli Hoeness, de 64 anos, sairá da cadeia no próximo dia 29 de fevereiro, anunciou o Tribunal Regional de Augsburg nesta segunda-feira (18/01). O advogado de Hoeness havia solicitado a liberdade condicional em novembro, e a decisão já era esperada.

Na Alemanha, a liberdade condicional é comum quando o detento tem bom comportamento e boas chances de se reintegrar na sociedade. Ela é usualmente concedida após o cumprimento de dois terços da pena, mas a lei também prevê o benefício após a metade da pena, como no caso de Hoeness.

Hoeness começou a cumprir três anos e meio de prisão por evasão fiscal em 2 de junho de 2014. A pena foi atenuada no início de janeiro de 2015, quando ele foi liberado para trabalhar de dia e passar apenas as noites na cadeia. Desde então, trabalha com os juvenis do Bayern.

O tribunal impôs, porém, várias restrições à liberdade de Hoeness pelo período de três anos. Ele deve, por exemplo, comunicar à Justiça qualquer mudança de endereço e não pode se envolver em nenhuma irregularidade.

O cartola foi condenado por evasão de impostos no valor de 28,5 milhões de euros. O crime foi cometido no âmbito dos negócios privados dele e não tem nenhuma relação com sua antiga função no Bayern de Munique. Ele pagou o valor detido e mais multas, num total de 43 milhões de euros, segundo a Justiça.

A direção do Bayern de Munique não comentou a decisão da Justiça alemã nem disse qual função Hoeness poderá assumir no clube.

AS/dpa/efe/afp

Leia mais