Turquia confirma ter prendido terrorista de Istambul | Cobertura especial sobre atentados terroristas no mundo | DW | 17.01.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Terrorismo

Turquia confirma ter prendido terrorista de Istambul

Autoridades afirmam que Abdulgadir Masharipov, do Uzbequistão, confessou ser responsável pelo ataque contra discoteca na virada do ano. Impressões digitais correspondem às encontradas na cena do crime.

Türkei Istanbul - Festnahme des Attentäters aus der Silvesternacht (picture-alliance/Zuma Press/Depo Photos)

Suspeito de atentado é detido em Istambul

O homem detido nesta segunda-feira (16/01) pela polícia turca como principal suspeito do atentado contra uma discoteca na virada do ano confessou o ataque, afirmou nesta terça-feira o governador da província de Istambul, Vasip Sahin. O homem foi identificado como Abdulgadir Masharipov, nascido em 1983 e natural do Uzbequistão.

De acordo com Sahin, o suspeito admitiu a culpa, e suas impressões digitais correspondem às encontradas na cena do crime.

Assistir ao vídeo 01:02
Ao vivo agora
01:02 min

Polícia prende suspeito de ataque à boate em Istambul

"Ele teve treinamento no Afeganistão e fala quatro idiomas. É um terrorista bem treinado", afirmou, acrescentando que há indícios de que o suspeito tenha entrado na Turquia ilegalmente pela fronteira oriental.

Após mais de duas semanas em fuga, Abdulgadir Masharipov foi detido em uma grande operação no distrito de Esenyurt, região suburbana da cidade. Ele é acusado de ter matado 39 pessoas em uma discoteca de Istambul durante as celebrações do Ano Novo. O "Estado Islâmico" reivindicou a autoria do ataque.

Inicialmente, a mídia turca havia dito que Masharipov fora detido ao lado de seu filho de quatro anos, mas a informação foi desmentida pelo governador.

Na operação, que, segundo Sahin, envolveu cerca de 2 mil policiais, também foram detidos um homem e três mulheres, igualmente suspeitos de ligação com os jihadistas. A polícia também confiscou duas armas e cerca de 185 mil euros.

IP/rtr/afp/lusa

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados