Trump rebate Meryl Streep: ″Superestimada″ | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 09.01.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Trump rebate Meryl Streep: "Superestimada"

Em resposta ao discurso crítico no Globo de Ouro, presidente eleito dos EUA chama veterana atriz de "lacaia" de Hillary Clinton, que "perdeu feio".

Assistir ao vídeo 00:57
Ao vivo agora
00:57 min

Meryl Streep desabafa contra Trump

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, chamou Meryl Streep de superestimada nesta segunda-feira (09/01) depois do discurso crítico da atriz à postura anti-imigração do magnata.

Durante a cerimônia do Globo de Ouro 2017 em Los Angeles no domingo, Meryl Streep também criticou o episódio em que Trump imitou um repórter com deficiência do The New York Times num comício.

"Quando esse instinto de humilhar é incorporado por alguém poderoso no espaço público, isso se reflete na vida de todos, porque dá, de certa forma, permissão a outras pessoas para fazerem o mesmo", afirmou a atriz, que também ressaltou a diversidade de origens dos atores de Hollywood. "Se você mandar todos eles embora, não vamos ter nada para assistir a não ser futebol e artes marciais, o que não é bem arte."

Em resposta às declarações, Trump escreveu no Twitter que Meryl Streep, "uma das atrizes mais superestimadas de Hollywood, não o conhece. "Mas me atacou na noite passada no Globo de Ouro", disse.

"Ela é uma lacaia de Hillary que perdeu feio", acrescentou. Trump também justificou o episódio com o repórter, que ocorreu quando ainda era pré-candidato à presidência dos EUA.

"Pela centésima vez, eu nunca imitei um repórter com deficiência (nunca faria isso)", disse, ao argumentar que o jornalista, que sofre de uma doença congênita, teria manipulado uma reportagem para prejudicar a imagem do magnata.

Meryl Streep recebeu o prêmio de carreira Cecil B. DeMille por sua 30ª nomeação ao prêmio. O musical La La Land: cantando estações foi o maior vencedor da 74ª edição do Globo de Ouro. Com sete troféus em sete indicações, o filme se tornou o mais premiado da história, superando os seis prêmios de Um estranho no ninho, em 1975.

KG/dpa/afp

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados