Trump nomeia Jerome Powell para chefia do banco central dos EUA | Notícias internacionais e análises | DW | 02.11.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Trump nomeia Jerome Powell para chefia do banco central dos EUA

Advogado de 64 anos já era membro da diretoria do Fed e foi descrito pelo presidente americano como "forte, comprometido e inteligente". Escolha ainda depende de aprovação do Senado.

Jerome Powell

Jerome Powell é membro da diretoria do Fed desde 2012

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, escolheu nesta quinta-feira (02/11) Jerome Powell para se tornar o novo chefe do Federal Reserve, o Fed, o banco central do país.

Caso a indicação seja confirmada pelo Senado, Powell, que já era membro da diretoria do banco desde 2012, vai substituir Janet Yellen quando o mandato de quatro anos dela terminar em fevereiro. Segundo o jornal New York Times, a indicação de Powell deve passar facilmente pelo Senado, que tem maioria republicana.

Powell é visto pelo mercado como um centrista mais favorável à agenda de desregulação promovida por Trump. Essa é a primeira vez desde o governo de Jimmy Carter (1977-1981) que um presidente americano não indica para um novo mandato um chefe do Fed que havia sido nomeado pelo antecessor – neste caso, Yellen. Ela foi indicada por Barack Obama em 2013 e assumiu o mandato em fevereiro de 2014.

A escolha do novo chefe ocorre em um momento delicado para a instituição, que vem aumentando gradualmente os juros após passar os últimos nove anos promovendo uma política de estimulo para recuperar a economia. Powell é favorável à continuidade do aumento gradual.

Com 64 anos e formado em Direito, Powell foi sócio do Carlyle Group, uma sociedade de investimentos. Ele também atuou como subsecretário do Tesouro americano durante o governo de George H. Bush, no início dos anos 1990.

Durante o anúncio oficial, Trump disse que Powell é "forte, comprometido e inteligente". O presidente afirmou ainda que a escolha do novo chefe "é mais um passo para restaurar as oportunidades econômicas ao povo americano".

JPS/rtr

__________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

 

Leia mais