Trump manda congelar fundos de ajuda para a Síria | Notícias internacionais e análises | DW | 31.03.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Mundo

Trump manda congelar fundos de ajuda para a Síria

Ordem para suspender envio de 200 milhões de dólares para ajudar em esforços de reconstrução ocorre um dia após presidente dos EUA afirmar que tropas vão “sair muito em breve” do país.

USA | Trump kündigt militärischen Rückzug aus Syrien an (Getty Images/J. Swensen)

O presidente dos EUA, Donald Trump.

O presidente dos EUA, Donald Trump, ordenou ao Departamento de Estado que congele fundos da ordem de 200 milhões de dólares (660 milhões de reais) destinados a "esforços de recuperação" na Síria, informou The Wall Street Journal nesta sexta-feira (30). A suspensão foi posteriormente confirmada por assessores da Casa Branca que falaram à agência Reuters.

A revelação veio à tona um dia depois de Trump ter dito que os Estados Unidos sairão da Síria "muito em breve". Trata-se de mais um indicativo de que o presidente quer mesmo deixar o país.

Funcionários disseram à agência France-Presse que o comentário de Trump na véspera não foi impensado. Há semanas, ele pressiona contra a ideia de um compromisso de médio a longo prazo para estabilizar o leste da Síria, revertendo a política americana para o país em guerra civil que vinha sendo adotada nos últimos sete anos. Os 200 milhões de dólares seriam usados em projetos de infraestrutura.

Segundo o WSJ, Trump solicitou o congelamento dos fundos, após ler matérias afirmando que os EUA haviam comprometido dinheiro para os esforços de recuperação da Síria.

Os Estados Unidos têm mais de 2.000 militares no leste da Síria que trabalham com milícias locais para enfrentar o grupo Estado Islâmico (EI), enquanto tenta se manter fora da guerra civil.

O desejo de Trump de abandonar o conflito se choca com a nova estratégia dos Estados Unidos na Síria anunciada em janeiro passado pelo então secretário de Estado Rex Tillerson, recentemente demitido pelo presidente.

____________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

JPS/rt/afp

Leia mais