Trump anuncia novos procurador-geral e embaixadora dos EUA na ONU | Notícias internacionais e análises | DW | 07.12.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Estados Unidos

Trump anuncia novos procurador-geral e embaixadora dos EUA na ONU

Ex-procurador-geral do governo George H.W. Bush, William Barr é escolhido para voltar ao cargo. E Heather Nauert, jornalista e ex-âncora da Fox News, é indicada para substituir Nikki Haley nas Nações Unidas.

William Barr

William Barr em 1991, quando comandavs o Departamento de Justiça

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira (07/12) a nomeação do jurista William Barr como procurador-geral dos EUA e da jornalista Heather Nauert como embaixadora do país na ONU. 

Barr comandou o Departamento de Justiça entre 1991 e 1993, sob a presidência de George H.W. Bush. Caso seja confirmado pelo Senado, ele substituirá Jeff Sessions, que deixou o governo no dia 7 de novembro após ser criticado diversas vezes por Trump.

"Era a minha primeira opção desde o primeiro dia", indicou o presidente a jornalistas na Casa Branca. "Durante seu mandato, ele demonstrou uma adesão inabalável ao Estado de direito. Não há ninguém mais capaz ou mais qualificado para esse papel. Ele merece o apoio bipartidário esmagador", destacou Trump. O presidente disse ter "esperança" de que o processo de confirmação de Barr, de 68 anos, seja "muito rápido" no Senado.

Após a saída forçada de Sessions do governo, o presidente nomeou de forma interina Matthew Whitaker, chefe de gabinete do antigo procurador-geral para comandar o Departamento de Justiça.

A relação entre Trump e Sessions ficou tensa, com altos e baixos há mais de um ano, depois de o procurador-geral se distanciar das investigações sobre a suposta interferência de Moscou nas eleições presidenciais que deram a vitória ao republicano. 

Heather Nauert

Nauert era a apresentadora favorita de Trump

O distanciamento de Sessions possibilitou a nomeação do procurador especial Robert Mueller para comandar as investigações do caso de forma independente. O presidente nunca aceitou o passo dado por Sessions, que levou o "número dois" do Departamento de Justiça, Rod Rosenstein, a assumir as investigações e nomear Mueller.

Além do procurador-geral, Trump nomeou nesta sexta-feira a porta-voz do Departamento de Estado e ex-âncora da emissora de televisão americana Fox News, Heather Nauert, para substituir Nikki Haley como embaixadora dos EUA na Organização das Nações Unidas. Haley anunciou sua renúncia em outubro e não divulgou o motivo para deixar o cargo.

"Heather é uma mulher muito talentosa e muito inteligente. Acredito que ela será respeitada por todos", afirmou Trump.

Desde outubro, Nauert, de 48 anos, era cotada para assumir a posição de Haley. A jornalista era apresentadora de um dos programas favoritos de Trump e foi escolhida pelo presidente para ser a porta-voz do Departamento de Estado, mesmo sem ter experiência em política externa.

Assim como Barr, sua indicação precisa ser aprovada pelo Senado, onde os republicanos detêm a maioria.

CN/afp/efe/lusa/ap

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 

WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais