Tribunal alemão dá luz verde à ampliação do aeroporto de Frankfurt | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 21.08.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Tribunal alemão dá luz verde à ampliação do aeroporto de Frankfurt

Após anos de debates sobre a ampliação do aeroporto de Frankfurt, Tribunal Administrativo Superior do estado alemão de Hessen deu luz verde para expansão do maior aeroporto da Alemanha. Juízes questionam voos noturnos.

default

Ampliação aumentará capacidade operacional para 700 mil voos anuais

Os planos de ampliação preveem uma nova pista, um terceiro terminal, além da ampliação do terminal de cargas e de manutenção na parte sul do aeroporto. Apesar de terem aprovado a ampliação, os juízes do Tribunal Administrativo Superior de Kassel questionaram nesta sexta-feira (21/08) a realização de voos noturnos pelo aeroporto de Frankfurt.

O governador de Hessen, Roland Koch, prometeu a suspensão completa dos voos noturnos aos moradores da região densamente povoada, na confluência dos rios Reno e Meno, onde se localiza o aeroporto de Frankfurt.

A proibição seria uma vitória para os moradores da região do aeroporto, mas atingiria duramente companhias aéreas como a Lufthansa. Em processo complementar, o estado de Hessen deverá discutir novamente o controverso tema.

Voos noturnos

Com vista ao interesse econômico das companhias aéreas, a secretaria de Economia de Hessen planejara a realização de 17 voos entre 23h e 5h. Atualmente, são realizados 40 voos noturnos. O tribunal explicou que existiriam interesses econômicos favoráveis aos voos durante a noite para o transporte de cargas. No entanto, acresceram os juízes, muito moradores das proximidades do aeroporto estariam expostos a uma "carga extrema de poluição sonora".

Enquanto políticos, como os governadores de Hessen e da Renânia-Palatinado, respectivamente, Roland Koch e Kurt Beck, saudaram a decisão do tribunal, as companhias aéreas não esconderam sua preocupação quanto aos voos noturnos.

Deutschland Flughafen Frankfurt Computersimulation

Maquete virtual da nova pista: decolagens e aterrissagens paralelas

Markus Deutsch, advogado da Lufthansa, afirmou que "se um aeroporto regional como o de Kassen-Calden recebe quatro voos noturnos, e um aeroporto internacional, como o de Frankfurt, nenhum, é óbvio que isso não é justo".

A Lufthansa, que tem seu centro de distribuição de voos de carga em Frankfurt, explicou que a proibição teria "consequências negativas graves" para sua subsidiária Lufthansa Cargo. "O aeroporto de Frankfurt será desmembrado do fluxo global de cargas", reclamou o porta-voz da companhia, Peter Schneckenleitner.

Nova pista

Apesar da clara derrota em relação aos voos noturnos, a decisão do tribunal fez com que a liga dos defensores da ampliação do aeroporto – chefiada pela Fraport (operadora do aeroporto de Frankfurt) e pela Lufthansa – fosse aliviada de um importante obstáculo judicial.

Assim, fica cada vez mais claro como será a expansão do maior aeroporto alemão, cuja principal peça é a construção da nova pista. Ela terá um comprimento de 2,8 mil metros e é tão distante das demais três pistas que, pela primeira vez, aviões poderão pousar ou decolar paralelamente.

Aeroporto de Frankfurt

Em número de passageiros, o maior aeroporto alemão é o terceiro da Europa, atrás de Heathrow, de Londres, e do Charles de Gaulle, de Paris. Em 2008, 53,5 milhões de passageiros utilizaram o aeroporto de Frankfurt, que registrou mais de 485 mil chegadas e partidas. No ano passado, mais de 2 milhões de toneladas de cargas passaram pelo aeroporto alemão.

No momento, o aeroporto dispõe de duas pistas adjacentes para decolagem e aterrissagem, como também de uma pista de decolagem que corre perpendicular às demais. Para ampliar a capacidade de operação do aeroporto de Frankfurt de 80 para 120 voos por hora, é necessária a construção de uma nova pista no noroeste do aeroporto.

Segundo os planos de ampliação, ela deverá estar pronta no outono europeu de 2011. Além disso, a construção de um terceiro terminal, que deverá atender anualmente 25 milhões de passageiros, está prevista para até 2015.

Para a execução da nova pista, será necessário desmatar 220 hectares de bosques adjacentes. Uma antiga base militar norte-americana no sul do aeroporto dará espaço ao novo terminal. Os custos da pista e do terminal estão estimados em 4 bilhões de euros.

CA/rtrs/epd/ap/dpa

Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais