Três mulheres teriam causado fogo em zoológico na Alemanha | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 02.01.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Alemanha

Três mulheres teriam causado fogo em zoológico na Alemanha

Mãe e filhas admitem ter lançado cinco "balões chineses" no Ano Novo. Elas têm entre 60 e 30 anos e disseram que não imaginavam que os objetos poderiam provocar uma tragédia. Mais de 30 animais morreram em incêndio.

Jaula dos macacos ficou completamente destruída em Krefeld

Jaula dos macacos ficou completamente destruída

Três mulheres estão sendo investigadas por terem lançado o "balão chinês" que teria causado o incêndio que matou mais de 30 animais num zoológico na cidade de Krefeld, na Alemanha. As três se apresentaram à polícia nesta quinta-feira (02/01) depois que as autoridades levantaram a hipótese de que o fogo foi causado por um tipo de balão de ar quente confeccionado em papel – também conhecido como lanterna chinesa. Esse tipo de balão é proibido no país.

Krefeld | Pressekonferenz nach Brand im Krefelder Zoo: Gerd Hoppmann zeigt Beutel mit Himmelslaterne (picture-alliance/dpa/F. Strauch)

O policial Gerd Hoppmann mostra uma das "lanternas chinesas" encontradas perto do local do incêndio

As suspeitas têm entre 60 e 30 anos e são mãe e filhas. Elas admitiram ter soltado cinco balões deste tipo com desejos para 2020 na noite de Ano Novo. A polícia encontrou quatro deles próximo ao local da tragédia e o quinto teria causado o incêndio, afirmou o policial responsável pelo caso, Gerd Hoppmann, numa coletiva de imprensa.

"Para nós, o caso está em grande parte esclarecido", disse Hoppmann. O policial afirmou que as três não imaginaram e não queiram que os balões causasse uma tragédia. "Elas acham que no Ano Novo era permitido soltá-los", acrescentou. Os balões foram comprados pela internet.

Hoppmann contou que as suspeitas estão profundamente arrependidas pela tragédia e disse que elas foram "muito corajosas" por terem se apresentado à polícia e admitido o crime.

As três estão sendo investigadas por incêndio doloso causado por negligência. A pena para esse tipo de crime pode chegar a até cinco anos de prisão, além de uma multa.

Flores e velas foram colocadas em frente ao zoológico de Krefeld

Flores e velas foram colocadas em frente ao zoológico de Krefeld

O fogo destruiu a jaula dos macacos. Mais de 30 animais morreram queimados, entre eles Massa, de 48 anos, o mais velho gorila-das-montanhas do programa europeu de reprodução de espécies ameaçadas de extinção. Apenas dois macacos sobreviveram.

O santuário dos macacos em Krefeld foi criado em 1975 e se tornou, ao longo dos anos, o lar de orangotangos, chimpanzés e gorilas, entre outros animais.

Dezenas de pessoas se reuniram em frente ao zoológico nesta quinta-feira e lamentaram a tragédia. Flores e velas foram deixadas no local. Mais de 4 mil doações foram feitas ao zoológico depois do incêndio. O dinheiro será usado para a reconstrução do santuário dos macacos.

Uma porta-voz do zoológico de Krefeld disse que a jaula dos macacos ficou completamente destruída e os restos serão demolidos após o fim da investigação. O local deve ser reaberto nesta sexta-feira, porém, a região do incêndio será isolada para evitar o "turismo de catástrofes".

Segundo a porta-voz, o zoológico espera que a tragédia chame a atenção da população para a morte diária de macacos ameaçados de extinção.

CN/dpa/kna/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
App | Instagram | Newsletter

Leia mais