SPD vence eleição regional na Baixa Saxônia | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 15.10.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

SPD vence eleição regional na Baixa Saxônia

Social-democratas se tornam principal força no Parlamento estadual, em clara derrota para CDU da chanceler Angela Merkel. Resultado complica negociações para formação do novo governo federal alemão.

default

O candidato a governador do SPD, Stephan Weil, venceu a eleição e deverá permanecer no governo

O Partido-Social Democrata (SPD), do atual governador Stephan Weil, tornou-se neste domingo a maior força (15/10) no Parlamento da Baixa Saxônia, ao vencer a eleição regional com 36,9% dos votos, segundo os resultados finais preliminares. O seu principal concorrente, a União Democrata Cristã (CDU), alcançou apenas 33,6%.

O resultado na Baixa Saxônia pode complicar ainda mais as negociações para a formação de um governo em nível nacional, pois a chanceler federal Angela Merkel e seu partido, a CDU, saem enfraquecidos da eleição regional. Críticas à chanceler voltaram a ser ouvidas dentro do partido depois do anúncio do resultado.

As conversações para a coalizão federal estão marcadas para começar nesta quarta-feira em Berlim e envolvem quatro partidos: os conservadores CDU e União Social Cristã (CSU), o Partido Verde e o Partido Liberal Democrático (FDP). "É sempre mais difícil negociar com partidos enfraquecidos", afirmou o ex-ministro do Meio Ambiente Jürgen Trittin, um dos principais nomes do Partido Verde.

Pior resultado em décadas para a CDU

Esta é a primeira vez em 19 anos que o SPD chega na frente numa eleição no estado, consolidando uma virada na qual quase ninguém mais acreditava. Em agosto, o SPD estava muito atrás da CDU, que então girava em torno dos 40% nas pesquisas, e uma recuperação era tida como improvável.

Mas a CDU acabou chegando em segundo lugar, com 33,6%, o que é pior resultado no estado em décadas e uma clara derrota para o partido de Merkel, que no nível federal também teve o pior resultado em décadas na eleição de 24 de setembro.

Em terceiro lugar ficou o Partido Verde, com 8,7%. Os verdes formavam a atual coalizão de governo na Baixa Saxônia, ao lado dos social-democratas, mas a maioria de apenas um deputado deixou de existir quando uma deputada trocou o Partido Verde pela CDU. Isso levou à eleição antecipada no estado.

O resultado atual não basta para que social-democratas e verdes formem governo, pois juntos eles ficam abaixo da maioria parlamentar por apenas dois mandatos. Uma possibilidade seria incluir o Partido Liberal-Democrático (FDP), que obteve 7,5% dos votos, na coalizão, mas as diferenças entre os partidos dificultarão as negociações.

O FDP já anunciou que não pretende participar de um governo com SPD e verdes. Se a posição for mantida, a outra opção para o governo seria uma grande coalizão entre SPD e CDU, com os social-democratas como líderes.

O partido populista de direita AfD chegou a 6,2% dos votos e entrou no parlamento regional. O partido, que foi fundado em 2013, está agora em 14 dos 16 parlamentos regionais da Alemanha.

O partido A Esquerda alcançou apenas 4,6% e ficou assim abaixo do mínimo de 5% para entrar no Parlamento da Baixa Saxônia.

AS/dpa/ard

Leia mais