Sobe número de mortos após explosão em Paris | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 13.01.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Europa

Sobe número de mortos após explosão em Paris

Supostamente causada por vazamento de gás, explosão no centro da capital francesa deixou ao menos quatro mortos e cerca de 50 feridos. Vários prédios foram interditados, e dezenas de moradores tiveram de deixar a área.

Bombeiros trabalham em área atingida por explosão em Paris

Cerca de 30 bombeiros seguem trabalhando na área onde ocorreu explosão

Equipes de resgate encontram neste domingo (13/01) o corpo de uma mulher localizado sob os escombros numa padaria no centro de Paris onde ocorreu uma forte explosão na véspera, elevando o número de mortos após o incidente para quatro.

O corpo encontrado é provavelmente de uma jovem que vivia no prédio que abrigava a padaria. Ela estava desaparecida. Além dela, morreram em consequência da explosão seguida de incêndio uma turista espanhola que estava hospedada num hotel diante do edifício e dois bombeiros.

Vizinhos haviam alertado sobre um vazamento de gás. Os bombeiros já estavam no local quando ocorreu a explosão, comparada por testemunhas a um terremoto. 

"Ainda precisamos determinar as circunstâncias e as causas da explosão, mas neste momento podemos dizer que foi claramente um acidente, presumivelmente um vazamento de gás", afirmou o procurador de Paris, Rémi Heitz, neste sábado. 

Além de uma padaria, o prédio onde ocorreu a explosão abriga um restaurante. Nos arredores, janelas estouraram, carros foram danificados, e prédios a centenas de metros de distância, abalados. Uma enorme coluna de fumaça foi vista de vários pontos da cidade.

A onda de choque provocada pela explosão foi sentida a até quatro quarteirões de distância, segundo Eric Moulin, comandante do corpo de bombeiros de Paris. Dezenas de turistas foram obrigados a deixar hotéis na área, um popular destino de compras na capital francesa.

Cerca de 30 bombeiros continuam mobilizados nas operações na área. A Câmara Municipal de Paris afirmou que por enquanto há 12 edifícios interditados por, pelo menos, nas próximas 48 horas.

Vários imóveis ficaram sem fornecimento de água, e os veículos não poderão estacionar na Rue de Trévise, onde ocorreu a explosão, até nova ordem devido ao risco da queda de vidros.

Além dos ao menos quatro mortos, a explosão deixou 47 feridos, dez deles em estado grave. Cerca de 150 moradores tiveram de ser retirados da área e realojados provisoriamente.

"Todos os moradores encontraram uma solução de alojamento, e 38 pessoas que necessitavam de um alojamento de urgência foram realocados em hotéis", afirmou a prefeitura.

LPF/efe/lusa/afp/ap/dpa

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 

WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais