Sobe número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 31.01.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Saúde

Sobe número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil

Registradas em São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Ceará, suspeitas passam de nove para 12. Caso de Minas Gerais é descartado após teste para detectar o novo vírus.

Imagens de microscópio do novo coronavírus

Imagens de microscópio do novo coronavírus

O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira (31/01) que o número de casos suspeitos de coronavírus no país passaram de nove para 12. Até agora nenhuma infecção foi confirmada no país.

Cinco novas suspeitas foram registradas em São Paulo e uma em Santa Catarina. Além disso, outros três casos que estavam sendo investigados foram descartados, inclusive a primeira suspeita registrada em Minas Gerais. O teste para o vírus deu negativo.

Atualmente, sete suspeitas estão investigadas em São Paulo, duas no Rio Grande do Sul e uma cada um dos estados de Santa Catarina, Paraná e Ceará. O ministério afirmou que, além de Minas Gerais, um caso suspeito no Rio de Janeiro e outro em São Paulo já foram descartados.

Após exames deram negativo para infecções de influenza ou de outra gripe, cinco pacientes passarão pelo teste para o coronavírus, que atualmente é realizado somente pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro. O ministério disse que em breve o teste poderá ser feito pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e pelo Instituto Evandro Chagas, no Pará.

Os outros pacientes estão aguardando o resultado de exames que indicam infecções por vírus respiratórios mais comuns. Somente se esses exames derem negativo, será feito o teste para o coronavírus.

O novo coronavírus já deixou 213 mortos e mais de 9,6 mil doentes. A grande maioria dos casos foi registrada na China. As primeiras infecções do vírus, batizado de 2019-nCoV, foram detectadas na cidade chinesa de Wuhan no final do ano passado e remontam a um mercado de animais selvagens e peixes, que agora foi fechado. O vírus pode ter sido transmitido através do contato direto entre humanos e animais, ou simplesmente através do ar.

Além da China, há casos confirmados ao menos 19 países, incluindo Alemanha, Japão, Estados Unidos e Vietnã, onde casos de transmissão interna foram registrados.

Diante da propagação rápida da doença pelo mundo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou na quinta-feira que o surto do novo coronavírus é uma emergência de saúde global

Iniciado em dezembro, o surto da doença é causado por um novo tipo de coronavírus, semelhante ao da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars), que matou quase 800 pessoas em todo o mundo durante uma epidemia ocorrida entre os anos 2002 e 2003 e que também começou na China.

Os sintomas são febre e cansaço, acompanhados de tosse seca e, em muitos casos, dificuldades respiratórias.

CN/abr/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
App | Instagram | Newsletter

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados