Sem feiras de Natal, empresários alemães usam criatividade na pandemia | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 29.11.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Alemanha

Sem feiras de Natal, empresários alemães usam criatividade na pandemia

Tradicionais mercados natalinos foram cancelados por causa de restrições. Comerciantes lançam "vinho quente para viagem" para tentar sobreviver à crise.

Comerciante Timo Schulte

Timo Schulte e seu irmão montaram barraca com vinho quente e planejam um serviço de entrega a domicílio do produto

Este tem sido um ano bastante sombrio para os organizadores de eventos e empresas de gastronomia e hotelaria. Com a aproximação do período de Natal, em meio a contínuos lockdowns e estatísticas de casos de coronavírus ainda altas na Alemanha, empreendedores tentam encontrar modos sobreviver nesses tempos difíceis.

No bairro de Lindenthal em Colônia, no oeste da Alemanha, a empresa de eventos Schulte & Schulte montou um estande de vinho quente e iguarias de Natal do lado de fora do quatro estrelas Leonardo Royal Hotel am Stadtwald. Os irmãos Schulte só decidiram abrir uma loja no local na quarta-feira, mas dizem que o hotel foi rápido em apoiar o projeto.

Evitando conscientemente o termo "mercado de Natal", sua pequena barraca é chamada de Lindenthal Winter Village. "Esta é uma propriedade privada que temos permissão de usar. É por isso que podemos montar nossa barraca de vinho quente aqui. Atualmente, isso não é permitido em espaços públicos devido à situação", diz Timo Schulte por trás de sua barraca, protegida por uma placa de acrílico, enquanto Jingle Bell Rock toca nos alto-falantes.

Fregueses compram em barraca de itens natalinos

Montada em terreno privado de hotel, barraca de itens natalinos não burla regras da pandemia

"Escolhemos nos instalar aqui porque a localização é ideal, é linda, e o local é perfeito para atrair passantes. Assim, eles podem pegar aqui o seu vinho quente para viagem e depois seguir em frente com a família."

Local ideal

O local é adequado em muitos sentidos, já que o hotel está voltado para um belo parque, com um lago e bancos, proporcionando assentos e vistas agradáveis ​​para qualquer pessoa que pare para comprar uma bebida quente. A área também é um local popular para pessoas passeando com seus cachorros ou fazendo algum exercício físico.

"É um tipo diferente de mercado de Natal, com uma bela vista – e sem multidões", diz Claudia, que mora do outro lado da cidade. Ela tinha lido sobre a barraca no jornal local, mas gosta de passear na área, então veio no dia da inauguração especialmente para dar uma olhada. "A única coisa que me perguntei foi: o que acontece se muitas pessoas vierem? Porque grandes reuniões não são uma boa ideia agora. Esse é um dos motivos pelos quais vim no início do dia.

"Farina e Budo viajaram até mesmo meia hora de carro da vizinha Bonn para visitar a barraca. "Lemos sobre ela nesta manhã no jornal Kölner Stadt-Anzeiger e no Facebook, então tivemos ideia de vir", diz Budo, acrescentando que já que os mercados de Natal não são permitidos, ele acredita que "soluções menores como esta valem ser apoiadas".

Barraca natalina em terreno de hotel

Montado ao lado de parque, negócio atrai esportistas e quem passeia nos arredores

"Sem luz no fim do túnel"

A rede Leonardo Royal Hotel é uma das que preferiu permanecer aberta durante o lockdown na Alemanha, oferecendo espaço para eventos e quartos para que viaja a trabalho. Hotéis estão autorizados a operar, mas apenas para atender quem viaja a negócios. Por causa disso, muitos decidiram fechar.

Os clientes da barraca de vinho quente são obrigados a usar máscaras, assim como Schulte atrás do balcão. Uma entrada e saída separadas estão claramente marcadas com setas no solo. Um frasco de desinfetante para as mãos repousa sobre o balcão para uso dos clientes, ao lado de várias placas pedindo às pessoas que sigam as regras da pandemia de coronavírus. As pessoas são convidadas a se afastar bem da barraca para saborear sua comida ou bebida.

"Há nove meses fomos atingidos com força. Quase todos os nossos negócios pararam. Ainda estamos planejando para o próximo ano e para 2022, mas é particularmente difícil de ver luz no fim do túnel", diz Schulte. "Não sabemos realmente o que virá a seguir. Mas estamos tentando permanecer positivos. E estamos procurando maneiras de realizar eventos que possam ser conciliados com as regras atuais do governo.

"Os irmãos Schulte também têm planos para um serviço de entrega de vinho quente para empresas ou residências, com motoristas vestidos de Papai Noel e seus ajudantes.