Secretário de Saúde dos EUA renuncia | Notícias internacionais e análises | DW | 29.09.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Estados Unidos

Secretário de Saúde dos EUA renuncia

Tom Price pede demissão após realizar viagens oficiais com aviões particulares e gerar gastos desnecessários aos cofres públicos. Arrependimento e reembolso de parte dos custos não conseguiram mantê-lo no cargo.

Trump já cogitava demitir Price

Trump já cogitava demitir Price

O secretário de Saúde dos Estados Unidos, Tom Price, apresentou nesta sexta-feira (29/09) sua renúncia ao cargo. A decisão foi tomada após a revelação de que ele havia realizado viagens oficiais com aviões particulares, o que gerou despesas desnecessárias aos cofres públicos do país.

Trump já cogitava demitir Price, mesmo após o secretário ter mostrado arrependimento e reembolsado parte das despesas. "O presidente pretende designar J. Wright, da Virgínia, para ser o secretário interino a partir de amanhã", indicou em breve comunicado a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders.

Wright atualmente ocupa o cargo de subsecretário do Departamento de Saúde (HHS) e é diretor do Escritório de Prevenção de Doenças e Promoção da Saúde.

O escândalo veio à tona há uma semana, quando o site americano Politico denunciou que, desde maio, Price tinha gastado mais de 400 mil dólares para realizar 24 voos com aviões particulares. Segundo o site, a maioria dessas viagens ocorreu entre cidades com rotas comerciais que poderiam ter sido usadas pelo agora ex-secretário, sem gerar despesas aos cofres públicos.

Após o escândalo, Price tentou se redimir e anunciou que enviou ao Departamento do Tesouro um cheque para pagar as despesas. A situação, no entanto, irritou Trump, que chegou a afirmar na quarta-feira que não estava contente com a atitude do secretário, dando a entender que iria retirá-lo do posto.

Price, que reconheceu não ter sido "suficientemente sensível" com os contribuintes americanos, também tinha se comprometido a colaborar com a investigação interna aberta sobre o caso e não voltar a usar aviões particulares no exercício das funções, mas as garantias não foram suficientes para mantê-lo no cargo.

O escândalo teria irritado o presidente. Segunda a agência de notícias AP, Trump teria dito a pessoas próximas que Price estava ofuscando sua proposta de reforma tributária e minando sua promessa de campanha de acabar com a corrupção em Washington.

CN/ap/efe/lusa

Leia mais