Schalke manda Inter para casa e celebra novo herói: o espanhol Raúl | Siga a cobertura dos principais eventos esportivos mundiais | DW | 14.04.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Schalke manda Inter para casa e celebra novo herói: o espanhol Raúl

Com a derrota, time dos jogadores brasileiros Lúcio, Maicon e Júlio César e do treinador Leonardo perde chance de defender título.

default

Raúl marcou o primeiro gol e fez o passe do segundo

Pela primeira vez em sua história, o Schalke chega a uma semifinal da Liga dos Campeões. Em um feito inesquecível para a torcida, o time alemão venceu as duas partidas das quartas de final e mandou de volta para casa ninguém menos que o atual campeão, a Inter de Milão.

O Schalke agora celebra seu novo herói: o atacante espanhol Raúl Gonzáles Blanco, que após o jogo desta quarta-feira (13/04) correu, literalmente, para os braços da torcida. O próximo desafio será contra o Manchester United, no dia 26 de abril, em Gelsenkirchen, na Alemanha.

Apontada no início da temporada como uma das favoritas ao título, a Inter dos brasileiros Lúcio, Maicon e Júlio César, comandados pelo também brasileiro Leonardo, não conseguiu vencer o adversário alemão em nenhuma das duas partidas das quartas de final.

No primeiro jogo, o time italiano tomou de goleada, 4 x 2, em casa. Na partida de volta, o placar ficou em 2 x 1 para o Schalke.

Aos vencedores, a comemoração

Enquanto os jogadores da Inter amargavam a derrota, os torcedores que encheram o estádio de Gelsenkirchen comemoraram a inédita participação na semifinal da Liga dos Campeões. Em particular o atacante espanhol Raúl, que resolveu comemorar de um jeito bem particular, o que levou o estádio inteiro a se render a seus pés.

Enquanto seus companheiros de equipe festejavam logo após o apito final, o atacante correu em direção à arquibancada. O estádio entoou o coro típico de quando o craque espanhol marca um gol: "Obrigado, senhor Raúl!", gritavam os torcedores, ensandecidos.

Com um megafone nas mãos e falando mais em espanhol do que em alemão, o atacante começou a cantar e a animar a galera com uma coreografia que era só alegria.

A língua da bola

Mesmo que o craque espanhol não tenha conseguido se expressar muito bem junto à torcida alemã, em campo ele se fez entender muito bem. Aos 45 minutos do primeiro tempo, recebeu um passe genial do também espanhol José Manuel Jurado e não desperdiçou, marcando o primeiro gol da noite. O atacante recebeu a bola e, com a agilidade de um garoto, apesar dos seus 33 anos, driblou o goleiro e empurrou para a rede.

Mas este não seria o único gol do Schalke. Com um placar de 1 x 1, e com a Inter pressionada a virar para manter o sonho do título, Raul recuperou a bola no meio-campo, deu alguns passos e mandou um passe que passou por cima de toda a equipe italiana para o companheiro de equipe Benedikt Höwedes, que marcou o segundo gol da noite, o da vitória do Schalke, aos 36 minutos do segundo tempo. Para os torcedores, o passe incrível deixou uma pergunta no ar: "Por que o Real Madrid deixou um jogador de tanta qualidade ir embora?"

Autor: Daniel Martinez/Mariana Santos
Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais