Símbolos da Europa: a Torre Eiffel, em Paris | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 25.10.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Símbolos da Europa: a Torre Eiffel, em Paris

O Camarote.21 faz uma viagem pela história de atrações turísticas que se tornaram verdadeiros símbolos europeus.

Assistir ao vídeo 04:40

Ela surge aos pés do Sena: a Torre Eiffel. Com 324 metros, a chamada „Dama de Ferro“ é o prédio mais alto de Paris e cenário preferido de todos. Há 128 anos, ela define a imagem da capital francesa. Cerca de 7 milhões de visitantes passam por aqui todos os anos. Não é de se admirar, já que ela proporciona a melhor vista da cidade. 

Mas nem sempre essa obra foi admirada. Quando o engenheiro Gustave Eiffel a construiu para a exposição mundial de 1889, ela foi considerada um elefante branco entre os artistas e intelectuais. O escritor Léon Bloy a descreveu como um “poste de rua muito feio”. Uma chacota em design industrial, que não se encaixava na beleza histórica da cidade luz. Originalmente, a Torre deveria ser destruída após 20 anos. Mas o arquiteto Bertrand Lemoine conhece a razão pela qual ela ainda está de pé:

“Em algum momento, Gustav Eiffel sugeriu que se aproveitasse a altura da Torre para utilizá-la como antena de rádio. O exército francês ficou interessado na ideia e começou a fazer alguns experimentos de transmissão. Isso fez com que a Torre se tornasse estrategicamente importante. É por isso que ela está aí até hoje.”