1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Foto mostra o rover visto de cima. Pode-se ver as placas de energia solar.
Rover movido a energia solar e tem seis rodasFoto: CNSA/Handout via REUTERS

Rover chinês começa a explorar Marte

22 de maio de 2021

País é o segundo do mundo a dirigir um veículo em solo marciano. Batizado de Zhurong, rover movido a energia solar vai buscar indícios de vida no planeta vermelho.

https://www.dw.com/pt-br/rover-chin%C3%AAs-come%C3%A7a-a-explorar-marte/a-57630971?maca=bra-rss-br-all-1030-rdf

O primeiro rover da China em Marte iniciou nesse sábado (22/05) sua exploração no planeta vermelho. De acordo com a administração espacial nacional chinesa, o Zhurong tocou o solo marciano às 10h40 (horário de Pequim), uma semana depois de o lander que o transportava pousar em Marte.

O rover, movido a energia solar, foi levado a Marte no orbitador Tianwen-1, que decolou da ilha chinesa de Hainan em julho do ano passado e atingiu a órbita do planeta vermelho em fevereiro. Ele deverá percorrer Marte por 90 dias em busca de evidências de vida na superfície e na atmosfera do planeta.

Batizado em homenagem ao deus chinês do fogo, o Zhurong pesa aproximadamente 240 quilos, tem seis rodas e quatro painéis solares. Ele é capaz de se mover a uma velocidade de até 200 metros por hora, superar obstáculos de até 30 centímetro e subir encostas com até 20 graus de inclinação. Além disso, o Zhurong está equipado com seis instrumentos científicos, incluindo uma câmera de topografia de alta resolução.

A China é o segundo país do mundo a dirigir um veículo espacial em Marte, depois dos Estados Unidos. Em 1971, a União Soviética pousou um rover no planeta, mas perdeu a comunicação poucos segundos depois.

O país asiático tem outros planos espaciais ambiciosos, como o lançamento de uma estação orbital em Marte e o envio de um humano à lua. Em 2019, a China foi o primeiro país do mundo a pousar uma sonda espacial na face oculta do satélite natural da Terra.

Além da China, atualmente os Estados Unidos têm em Marte o rover Perseverance, que no mês passado conseguiuconverter dióxido de carbono da atmosfera em oxigênio, e o helicóptero Ingenuity, que também em abril realizou o primeiro voo controlado da história de uma aeronave sobre a superfície de outro planeta. 

O terceiro país em Marte são os Emirados Árabes Unidos, com a sonda Hope.

le (ap, afp reuters)