Romenos se despedem de seu último rei | Notícias internacionais e análises | DW | 16.12.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Romenos se despedem de seu último rei

Com um funeral de Estado, milhares de romenos e a realeza internacional prestam em Bucareste último tributo ao rei Michael da Romênia, que morreu aos 96 anos em Genebra, na Suíça.

Rumänien Beerdigung von König Michael I. in Bukarest (picture-alliance/AP Photo/V. Ghirda)

Cortejo fúnebre em Bucareste foi acompanhado por guarda de honra

Milhares de pessoas foram às ruas de Bucareste, neste sábado (16/12), assistir ao cortejo fúnebre do rei Michael da Romênia, que faleceu aos 96 anos, no último dia 5 de dezembro em Genebra, na Suíça.

Representantes da alta nobreza europeia também estiveram presentes à cerimônia, entre eles, o príncipe Charles, herdeiro do trono britânico; o rei Carl Gustaf e a rainha Sílvia da Suécia; e o antigo rei espanhol Juan Carlos, com sua esposa Sophia.

Nas ruas, as pessoas gritavam "rei Michael" diante da passagem do cortejo fúnebre, liderado por um sacerdote ortodoxo e uma guarda de honra. As cinco filhas do monarca e seu neto, cujo título foi revogado por criar um filho ilegítimo, também seguiram o caixão.

Rumänien Beerdigung von König Michael I. in Bukarest (picture-alliance/AP/V. Ghirda)

Príncipe Charles e antigo casal real espanhol estiveram presentes à cerimônia

O cortejo fúnebre marchou lentamente até a Catedral do Patriarcado, onde aconteceu o funeral de Estado celebrado pelo rito ortodoxo. No fim da cerimônia, a nobreza romena e seus convidados foram de trem até Curtea de Arges, uma das cidades mais antigas do país, a 155 quilômetros de Bucareste.

Na Nova Catedral Ortodoxa dessa cidade, foi celebrada outra missa e o enterro aconteceu no mausoléu real, onde também está sepultada Ana de Bourbon-Parma, esposa do rei Michael, falecida em agosto do ano passado.

Michael Hohenzollern-Sigmaringen ocupou o trono de 1927 a 1930 e durante a Segunda Guerra Mundial. De fato, a partir de 1940, o poder esteve nas mãos de Ion Antonescu. No entanto, em 1944, Michael pôs fim à ditadura militar de Antonescu com um "golpe real".

Após a guerra, ele continuou a reinar, mas teve que abdicar em 1947 sob pressão dos comunistas, instalando-se posteriormente na Suíça. Somente após a queda de Nicolae Ceausescu, Michael viajou em 25 de dezembro de 1990 à sua terra natal. Mas foi somente em 1997, que Michael conseguiu recuperar sua cidadania romena.

CA/kna/ap/efe

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais