Reino Unido prende supostos soldados neonazistas | Notícias internacionais e análises | DW | 05.09.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Reino Unido prende supostos soldados neonazistas

Quatro membros do Exército britânico foram detidos por suspeita de planejarem atentado e pertencerem a grupo extremista proibido desde dezembro por lei antiterrorismo.

Quatro soldados suspeitos de planejarem atentados terroristas e de integrarem o grupo neonazista proibido National Action (Ação Nacional) foram presos no Reino Unido, informou nesta terça-feira (05/09) a polícia de West Midlands, no centro da Inglaterra.

A polícia garantiu, entretanto, que os quatro suspeitos, com idade entre 22 e 32 anos, não representavam "ameaça à segurança da população".

As autoridades britânicas informaram que os homens foram detidos sob "suspeita de preparação e instigação de atos terroristas" e de "pertencerem a organização proibida".

O National Action foi o primeiro grupo de extrema direita a ser proibido, em dezembro, no âmbito de leis antiterroristas britânicas que vigoram desde o ano passado.

"O National Action é uma organização racista, antissemita e homofóbica, que incita ao ódio, glorifica a violência e promove uma ideologia vil", disse o secretário britânico do Interior, Amber Rudd, ao anunciar a proibição do grupo.

Ativistas antifascistas estimaram que a agremiação tinha menos de 100 membros em dezembro.

MD/efe/dpa

Leia mais