1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW

Registros históricos dos Panteras Negras

Adrian Kennedy
26 de abril de 2018

Exposição no Museu Ludwig, em Colônia, exibe os bastidores do movimento pelas lentes dos fotógrafos Ruth Marion Baruth e Pirkle Jones.

https://www.dw.com/pt-br/registros-hist%C3%B3ricos-dos-panteras-negras/video-43549833

Na década de 60, na Califórnia, surgia o Partido Pantera Negra: uma resposta à repressão policial de protestos nos bairros negros.  O movimento apoiava o uso de violência como forma de defesa pessoal. Militantes posavam de boina, casaco de couro e armas nas mãos.  A mensagem: “não somos vítimas”. Para o FBI, uma ameaça à segurança nacional, e que deveria ser eliminada. A exposição "Black Power –  Flower Power" reúne registros históricos do movimento. Um retrato solidário e sensível dos bastidores que mostra os sonhos, a vulnerabilidade e a esperança dos militantes. Imagens capturadas pelos fotógrafos Ruth Marion Baruth e Pirkle Jones. Os dois viveram na região de São Francisco nos anos 60, testemunhando, por exemplo, o protesto pela libertação de Huey P Newton, fundador do partido. A exposição "Black Power –  Flower Power" fica em cartaz no Museu Ludwig até o dia 3 de junho.