Projeção indica vitória de Obama na eleição nos Estados Unidos | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 05.11.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Projeção indica vitória de Obama na eleição nos Estados Unidos

De acordo com a emissora CNN, Obama teria assegurados 306 votos no Colégio Eleitoral e conquistado Ohio e Pensilvânia, que são considerados fundamentais para vencer a eleição presidencial dos Estados Unidos.

default

Senador Barack Hussein Obama

O senador democrata Barack Hussein Obama, de 47 anos, venceu a eleição presidencial dos Estados Unidos, segundo projeção divulgada na madrugada desta quarta-feira (05/11) pela emissora de televisão CNN.

De acordo com a mais recente projeção da CNN, Obama já conquistou 306 delegados no Colégio Eleitoral e o senador republicano John McCain, 155. Para vencer a eleição presidencial dos EUA, são necessários os votos de no mínimo 270 delegados.

Na projeção da CNN, Obama venceu as eleições na Pensilvânia e em Ohio, dois dos principais swing states , cuja conquista é considerada chave para se chegar à presidência dos Estados Unidos. A Pensilvânia tem 21 delegados no Colégio Eleitoral e Ohio, 20.

BdT Obama bei Stimmabgabe

Obama e esposa Michelle votam em Chicago

Obama venceu também na Califórnia, Connecticut, Delaware, Illinois, Iowa, Maryland, Massachusetts, Maine, Michigan, Minnesota, Nova Hampshire, Nova Jersey, Novo México, Nova York, Oregon, Rhode Island, Vermont, Virgínia, Washington, Wisconsin e no Distrito de Columbia (onde fica a capital Washington DC), de acordo com diversas projeções das emissoras de televisão.

Os estados em que McCain saiu vitorioso são Alabama, Arkansas, Geórgia, Idaho, Kansas, Kentucky, Louisiana, Mississippi, Dakota do Norte, Oklahoma, Carolina do Sul, Tennessee, Texas, Utah, Virgínia Ocidental e Wyoming.

Todas as pesquisas eleitorais divulgadas às vésperas da eleição apontavam a vitória de Obama, com uma vantagem de 7 pontos percentuais, em média. A participação dos eleitores pode ter sido recorde, chegando a 130 milhões de pessoas.

Atualizado às 5h15 (Horário da Europa Central)

Leia mais