Presidente da Alemanha faz primeira visita ao Brasil | Notícias sobre a América Latina e as relações bilaterais | DW | 03.05.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

América Latina

Presidente da Alemanha faz primeira visita ao Brasil

Viagem de sete dias pelo México, Costa Rica e Brasil é a primeira do presidente alemão, Christian Wulff, à América Latina. Ele será recebido pela presidente Dilma Rousseff em Brasília.

default

Christian Wulff é recebido no México por Felipe Calderón

O presidente alemão, Christian Wulff, faz sua primeira viagem à América Latina desde que assumiu, em junho do ano passado, a presidência da República Federal da Alemanha. Sua jornada começou no dia 1º de maio no México e será concluída no Brasil sete dias depois.

No México, Wulff se encontrou com o presidente mexicano, Felipe Calderón, e assegurou total apoio da Alemanha na luta contra os cartéis da droga, desde que esta ocorra em conformidade com o Estado de Direito.

Wulff também se encontrou com defensores dos direitos humanos, entre eles o ativista Abel Barrera, que recebeu no final de maio o Prêmio de Direitos Humanos da seção alemã da Anistia Internacional. Segundo Barrera, Wulff mostrou interesse pelas acusações feitas pela organização.

O México tem 45 mil soldados engajados na luta contra os cartéis da droga. Segundo denúncias da organizações de direitos humanos, isso vem causando a morte de inocentes. Quinze mil pessoas morreram no México em 2010 por causa de desavenças dos cartéis da droga entre si e com as forças de segurança.

O presidente alemão sublinhou que o problema da violência no México é também de responsabilidade da comunidade internacional. É necessário que a Europa reforce o combate à lavagem de dinheiro e ao consumo de drogas.

À caminho da Costa Rica

Nesta terça-feira, Wulff finaliza sua visita ao México visitando uma fábrica do grupo alemão Schaeffler, um dos líderes mundiais em componentes automotivos, industriais e aeroespaciais. Depois segue para a Costa Rica, onde será recebido pela presidente Laura Chinchilla Miranda.

Esta é a segunda vez que um presidente alemão visita a Costa Rica. Lá, Wulff vai participar de um congresso de ex-bolsistas do DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico), que acontece em comemoração aos 25 anos da instituição educacional alemã no país.

O DAAD, fundado pelo ex-ministro alemão do Exterior Hans Dietrich Genscher, já beneficiou mais de 2.300 estudantes da América Central, sem contar os quase 500 intercambistas alemães.

Brasil

Na última escala de sua viagem, Wulff se encontrará com a presidente Dilma Rousseff em Brasília nesta quinta-feira. O Brasil é, entre os países da América Latina, o principal parceiro econômico da Alemanha. Um sinal da importância da parceria econômica é a “parceria estratégica” selada entre a chanceler federal Angela Merkel e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2008.

Brasil e Alemanha possuem interesses comuns, como por exemplo a eliminação das armas nucleares e as reformas das Nações Unidas e do sistema financeiro global.

O presidente alemão irá também a São Paulo, onde conhecerá as futuras instalações do Centro Alemão de Ciência e Inovação e se encontrará com o governador Geraldo Alckmin. Ele também vai se reunir com membros da comunidade judaica e visitará o Museu do Futebol, no estádio Pacaembu.

Antes de voltar para Berlim, no dia 8 de maio, Wulff visitará a planta da fábrica da siderúrgica alemã ThyssenKrupp no estado do Rio de Janeiro. O político está viajando na companhia da esposa, Bettina Wulff, e de uma delegação política e empresarial.

BR/dpa/epd
Revisão: Alexandre Schossler