POPULISTAS DE DIREITA ATIÇAM TEMOR CONTRA MUÇULMANOS | Escreva sua opinião, comentários, críticas ou sugestões | DW | 09.10.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

POPULISTAS DE DIREITA ATIÇAM TEMOR CONTRA MUÇULMANOS

Esta semana nossos usuários opinaram sobre populistas de direita que atiçam temor contra muçulmanos, pena de morte, Sinfônica Heliópolis em Bonn, eleições no Brasil e governo Lula. Confira!

default

Como todos sabem, a Alemanha encontra-se numa crise econômica, assim como toda a Europa. Dessa forma, os políticos alemães imaginaram um bode expiatório para desviar as atenções do povo alemão. Citando: "Populistas de direita atiçam temor contra muçulmanos na Europa". Eu não faço parte de nenhuma religião, sou inteligente para não acreditar naquele velhinho de barbas brancas, sentado num trono de ouro por cima das nuvens, onde ninguém pode tocá-lo. Sou independente, não preciso de uma Igreja, mesquita ou até sinagoga. Eu preciso da minha "FÉ" e fé é crer naquilo que não se vê. Mas sou fiel porque respeito todas as suas crenças. Tudo isso é somente para que o povo alemão não venha para a rua manifestar-se: contra a pobreza, desemprego, poder de compra etc.. Só espero que o povo alemão abra os olhos e siga o caminho da verdade!
Manuel Dias (Portugal)

A pergunta que fica é: por que os muçulmanos exigem serem aceitos, eles e sua crença, se um cristão ou um não-muçulmano não pode viver dignamente num país muçulmano? Por que o Ocidente tem de aceitar suas doutrinas, suas mesquitas, mas se os cristãos se atreverem a orar em países muçulmanos, são presos, torturados e até mortos? Que dirá então, construir uma igreja? Penso que eles exigem demais, demais, e não dão nada em troca! Deste jeito, vão dominar logo a Europa e o mundo! Deus que nos guarde disso!
Ruth Mariane Voigt Doege

MOVIMENTO MUNDIAL PELO FIM DA PENA DE MORTE PROGRIDE

Falar em pena de morte sempre nos deixa perplexos. Não sabemos com muita clareza o que se deve fazer com aqueles que cometem crimes hediondos, sem motivos e com uma frieza e maldade que nosso cérebro não consegue raciocinar com imparcialidade. Residi, como brasileiro, durante um ano na cidade de Austin, no Texas. Ali se executa a metade dos condenados à morte dos Estados Unidos. Até existe uma cidade onde este macabro serviço é feito, ali existe um museu dos instrumentos usados na execução da pena de morte: a famosa cadeira elétrica. Ouvir os noticiários que anunciavam a pena de morte para o presidiário fulano de tal sempre me causava um impacto muito grande.
Vindo de um país que não tem pena de morte passei a me interessar pelo assunto e a buscar maiores esclarecimentos. Embora saibamos que a pena de morte não vai resolver os problemas dos crimes horrendos, não se sabe até que ponto a mente humana funciona em tal prática. Sempre permanece a pergunta o que fazer com estes seres humanos que com frieza extrema destroçam vidas humanas e daqueles que estão ao seu redor. Penso que muitas atitudes humanas cruéis ainda estão para serem entendidas para poderem ser condenadas de forma imparcial e sem erro.
Odalberto Domingos Casonatto

SINFÔNICA DE HELIÓPOLIS CONQUISTA FESTIVAL BEETHOVEN

Vamos esperar que o exemplo de Heliópolis seja seguido em outras favelas e estados do Brasil. O trabalho destes jovens nos traz esperança em um país melhor, mais culto e mais humano onde a cultura não seja privilégio só de elites. Parabéns Heliópolis!
Luciana Victor

Parabéns meninos de Heliópolis! Lindo. Magnífico. Temos que ter também programas com a dança clássica. Talentos também podem ser descobertos. Tibiriçá, parabéns.
Bernadete Carrara Besnosoff

Desejo cumprimentar a Roberto Tibiriçá pela sua dedicação a esses jovens de meu país. Sinto-me orgulhosa em saber que há pessoas em meu país que se dedicam de coração a estes meninos e meninas "necessitados/as" e que neles desenvolvem os dons que Deus lhes deu. Parabéns pelo sucesso a todo o grupo e em especial ao seu regente.
Doraci Knevitz Bartholdy

ELEIÇÕES NO BRASIL – CANDIDATOS

Bem, parece que a imagem de Serra não se desvinculou de FHC na memória dos brasileiros. Graças a Deus! Porque de nada nos serve a experiência ou formação acadêmica, sem a vontade de transformar o Brasil num país melhor. De políticos como esse, que buscam apenas satisfazer os interesses próprios, o povo está saturado!!
Contanto que Dilma dê continuidade ao projeto de Lula, que não esqueça seus ideais e história de vida, não precisa distribuir simpatia! Acho que já está na hora de o povo brasileiro ter um presidente de pulso firme. Porque com tantos problemas para mudar, isso é necessário, para não dizer imprescindível!!!
Juliana

Punido pelo PT há um ano por condenar a legalização do aborto, o que o levou a mudar de partido, o deputado federal Luiz Bassuma (PV-BA) fez críticas à atual postura da candidata petista, Dilma Rousseff, ressaltando que a ex-ministra sempre foi favorável à descriminalização dessa prática. Candidato derrotado ao governo da Bahia pelo PV, Bassuma diz que é um casuísmo eleitoral a mudança de discurso de Dilma sobre o tema e defendeu o voto no tucano José Serra. O PT fechou questão a favor da legalização do aborto, e Dilma sempre defendeu essa tese.
J. Batista

BRASIL MELHOROU NO GOVERNO LULA

Só quem pode dizer o que é ser beneficiado pelo governo Lula é o brasileiro. Aquele que sabe os benefícios que Lula trouxe para educação, vida social, urbana e familiar. Fico muito triste com a péssima qualidade jornalística deste comentário de hoje na página. Vou sentir muita saudade do governo Lula, pois foi com ele que consegui dignidade e respeito nesse país cheio de desigualdades. Por isso gostaria e sugiro uma reportagem digna de elogios. Obrigado.
Marcio Francisco

Os críticos da Bolsa Família são empresários com carro importado que não pagam impostos usando o chamado "caixa dois", não pagam horas-extras, querem terreno de graça para construir a fábrica, incentivos e moratória para pagamento de impostos. O Brasil está mudando e eles querem manter trabalhadores ganhando pouco, com jornadas de trabalho que superam 11 horas por dia.
Fernando Osorno

BRASIL VOTA COM TRANQUILIDADE

Puxa, é estranha essa realidade, não é? Como se atreve um país periférico, do Terceiro Mundo se arrogar o sagrado direito de ter eleições limpas?... Pois é. Ironia do destino, né? Enquanto isso, a nobre eleição presidencial do EUA, a maior democracia do mundo, da história e, quiçá, do sistema solar, é um poço de roubalheira, veja-se a eleição do jovem Bush, recentemente... Pois é.
Ricardo Wilson Cruz

Leia mais